sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

N°29 - Voltar? Ou Ficar?

31 de Dezembro de 2010
                Essa e uma pergunta que há algum tempo não faziam pra mim, mas hoje me fizeram, me perguntaram: por que eu estava indo pra Goiás? Na hora não soube o que dizer, mas depois de algum tempo essa simples pergunta se tornou um grande enigma dentro de mim, uma certeza se torna duvida e confunde totalmente algo que já era certo.
                Por um monto tentei justificar de todas as formas minha ida, mas a única desculpa que vinha e mina sã consciência era da decepção que me afastava cada vez mais da minha Bahia. Mas e os amigos? E a família? E tudo que eu construí aqui? Minhas realizações? Meus sonhos? Senti-me como sé tivesse jogado tudo isso pra cima, senti uma espécie de abandono da minha parte, um abandono de algo que um dia jurei lutar pra erguer, aqui nessa cidade, aqui nessa casa, aqui mesmo nesse quarto que hoje passa a ser um Studio onde dois sonhadores se tornaram dois aprendizes e agora dois idealizadores de um sonho que ainda vai da muito que ralar e lutar pra torna-lo de um sonho possível para um sonho real.
                Mais vejo um lado “positivo” de tudo isso, me sinto realizado, valorizado, as oportunidades a mim apresentadas são as melhores possíveis, então por quê? Porque não abraça-la? Por que deixar essa oportunidade escapar diante dos meus olhos? Nunca voltei atrás em minhas decisões, afinal a mesma coragem que tive pra toma-las, tenho também que tê-la para realiza-las.
                Então para esse ano que se inicia vou  pular a “CATRACA” do inatingível e avançar em novos horizontes, derrubar todas as barreiras, driblar todos os empecilho que aparecerem repentinamente,e claro seguir com sempre crescendo, utilizando os fracassos somente pra evoluir, e acima de tudo aproveitar graciosamente casa dia,hora, minuto e segundo dessa minha tão linda, tão maravilhosa “VIDA VIVIDA

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Nº28 - Mágico


29 de Dezembro de 2010.

    Acho que posso denominar este ano como um “ANO MÁGICO”, e sem duvida ele veio para completar e concretizar um amadurecimento pessoal que já estava acontecendo há certo tempo, tenho muito pra me orgulhar afinal fiz tudo que estava ao meu alcance pra ser feliz, e juto com isso trazer a felicidade de que ao eu lado esteve, não me falha nunca a memória ao lembrar do meu amor platônico, da minha paixão eterna, da minha vida militando e da minha militância vivida; as conquistas que vão ficar eternas na memória e na lembrança não só minha mais de muita gente, quem não vai recordar da grande jornada de luta na construção do 15° congresso nacional da UJS, da aliança que dei a ELA, dos diversos momentos de felicidade que com ELA vivi, de todas as novas amizades que construí, de todas cidades que conheci, da minha ida imediata e repentina a São Paulo, da premiação do Curupira produções, da minha mudança para Vitoria da Conquista, da campanha  eleitoral, da minha ida para Goiás, do 1° encontro estadual de Grêmios em Goiânia, são dessas e de muitas outras lembranças que fazer desse ano um “ANO MÁGICO”.
    O ano ta chegando ao fim, o coração se aperta lembrando-se de tudo que vivi, e também se enche de esperança acompanhada com uma leve ansiedade ao aguardar o ano que se inicia.
    Amizades acompanhadas de alegrias, reencontros acompanhados de saudade, realizações acompanhadas de muito suor, felicidade acompanhada de muito amor que nunca deixa de vim acompanhada de uma ardente paixão, dor que vem acompanhada com necessidade e o fim que sempre vem acompanhado de um novo começo para todos.
Neste ano me deparar com situações muito difíceis e aprendi que a vida tem dessas coisas, que não nascemos apenas para “viver”, aprendemos que somos testados a todo o momento, nossa coragem e colocada à prova cada vez que respiramos e FRAQUEJAR não e nuca vai ser a melhor solução.
    O medo pode tomar conta, as coisas ficam muito mais difíceis, mais FRAQUEJAR não e a solução.
    A solidão? Essa pra que não sabe dar valor ao calor humano da família, e pra que não sabe valorizar um bom abraço amigo naquelas horas mais difíceis, e mesmo com essa solidão tomando conta de tudo, ainda assim, FRAQUEJAR não a solução.
    Mesmo quando, ao acordar a vontade de viver não for suficiente para podemos levantar, FRAQUEJAR com certeza não e a solução.
    Mesmo quando tudo parece ter chegado ao fim, não temas, pois tudo na vida tem um lógico propósito, para cada ação, existe uma reação e cadê a nos decidirmos FRAQUEJAR ou CONTINUAR, eu hoje decidi continuar, por que um dia ouvi falar que “TODOS AQUELES QUE CONSEGUIRAM CONSGUIRAM POR QUE TENTARAM”.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

N°27 - Destino? Ou Conseqüência.

23 de Dezembro de 2010.

Me deparo hoje  com um sentimento  no  qual  a  algum  tempo não sentia com  tamanha intensidade, a SAUDADE  que  ontem  estava confortada  nos braços  de meus familiares, hoje  se desdobra  em dez,  e  me faz voltar a  um lugar chamado GOIÁS.
    Mais na verdade, de que  estou verdadeiramente sentindo  saudades? Será da comida? Será  do  verde da cidade? Será das  lindas mulheres que à  habitam? enfim  o que importa e que  estou  com saudades.
      Antes de  começar a escrever sobre as  grandes coisa que fiz e conquistei, vou  falar  de algumas pessoas, afinal  essas  mesmas pessoas que  ajudaram a  tornar tudo  isso possível.
    Hoje  vou falar de alguém que realmente merece  um lugar no meu apertado e defeituoso  coração, pessoa  essa que descobriu  recentemente o que  realmente e  viver  a vida, não  essa  vida de mentiras  imposta  pela mídia, pelo  consumismo, por  padrões nos  quais  muitas vezes  ao Ives de  nos ajudar, apenas  nos  faz  sentir  mais  um no  meio de todos   os “iguais”, quando falo  que  ela descobriu a vida, digo que  se  fez presente  na inicio da estrada que vai  acompanhá-la por muito  tempo, se não  pela vida toda, to  falando de um vida de  luta, onde os fracos não  tem  vez, onde fazemos a diferença e aprendemos  que  nunca  caímos, apenas tomamos impulso pra novamente nos  reerguemos no pódio  vermelho  e  restrito  apenas ao  valentes de  corpo alma e coração.
    Não importa  a  que   oras eu acordava,  ou  que eu estivesse fazendo  ela  sempre  estava  La  pra cobra  mais  empenho, mais força, mais garra. As vezes acho que La fazia isso  tudo   por que  sabia o que vinha e o que vai  vir  pela frente, ela se amadureceu  tão rápido  que nem  mesmo  que  a trouxe para  o  lado  de Ca, estava esperando tamanho  progresso   em   tão  pouco tempo. Garra  eu  sei  que ela tem, e agora  que  posso dizer com todas as letras e  toda a certeza que em  2011 Adalberto, Dal ou  como  quer  que  seja,  vai  estar participando  ativamente  da construção  e  do  fortalecimento  desse  aprendizado  que apenas começou e  ainda   vai dar muito  o que  falar, comemorar, agradecer, reclamar, e acima de  tudo fortalecer essa  amizade  que  já mostrou  que e  pra  sempre.
     Ela nunca vai deixar de  ser chata, sei que vou  ter  que desligar o celular se quiser dormir  ate mais tarde, mesmo assim a saudade e  de  mais, e não vejo a hora  de  estar de novo  fazendo   todos   vocês  felizes com  minha  HUMILDE, alegria, minha  irreverência, e  claro  com  o  jeito   Dal  de ser  Adalberto, duas  personalidades  apenas um  objetivo, SER FELIZ.

domingo, 19 de dezembro de 2010

N°26 - Carta aos Goianos

19 de Dezenbro de 2010

     Deparo-me hoje com um sentimento  no  qual  a  algum  tempo não sentia com  tamanha intensidade, a SAUDADE  que  ontem  estava sendo confortada  nos braços  de meus familiares, hoje  se desdobra  em dez,  e  me faz voltar a  um lugar chamado GOIÁS.
    Mais na verdade qual a real saudade que to sentindo? Será da comida? Será  do  verde da cidade? Será das  lindas mulheres que á  habitam?  Será que são as  amizades? Será  e  o calor que as pessoas transmitem  ao  demonstra um sentimento? Enfim o que importa e que  estou  com saudades.
      Antes de  começar a escrever sobre os  grande acontecimentos  e das tamanhas façanhas realizadas nesse curto período de 1 mês  e 3 dias, tenho que  agradecer a todos  vocês  que fizera dessa  viagem  uma das mais belas aventuras da minha vida, que com  já disse  me  mostraram mais  um dos  diversos  sentidos da  AMIZADE.
     Espero que cada um de vocês  consigam  se identificar  nas palavras, por que?  Como  vocês mesmos  já  viram  em  outra textos “nomes” não vão ser usados aqui.
  E pra começar digo que muitos  nomes, muitas faces comporão todo esse processo  mais, um  rosto  em especial  marcou. Disse uma vez que: “ou você MILITA vivendo ou VIVE militando”,  estamos  falando de uma pessoa  que “vive militando”,  que igualmente   mim aprendeu  que na terra de gigantes  os fracos não tem  vez, que as decisões uma  vez feitas  São pra sempre, que o tempo cura quase tudo, que  amor mesmo  só  o de mãe mesmo, que comunismo ou  você adere ou   cai fora, que  todo o otario tem que se fuder, humildade e para os fracos e  que  temos  sim que  nós  achar por que ninguém  faz  isso  nós. Aprendi  com essa pessoa, que não importa não ter coragem  de  pra falar as coisas cara a cara, afinal   temos EMAIL, e  diga-se  de passagem essa pessoinha  faz isso como ninguém.
 Pra você que  agora  concretiza  já deve ter  se identificado  e pra todos  vocês que  acompanham e passaram  a acompanhar esse BLOG que, não  importa  quando, não importa aonde, não  importa com quem, não deixem  as oportunidades da vida passarem  sem ao menos  toca-las, e bem  melhor  magoarmos  por algo te tenhamos  feito, do que  algo  que  nem se quer chegamos a fazer. Decepções, tragédias, magoas, isso todo  mundo tem  mais   se “toda a regra tem sua exceção”, cabe a cada um de nós  sermos sempre  essa EXEÇÃO.
 Pra terminar digo que em toda a minha jornada de vida, nas aventuras, nos congressos, nas viagens, na  militância VIVIDA aprendi que vamos arrastar a massa pra colocar meu bloco na rua  só  assim  todos vamos pra rua  aumentar o som pra ser  muito  mais Brasil esse  mesmo  Brasil  que esta  no  estandarte com  o samba  sendo  meu  combate e dessa  unidade vai nascer a novidade por que a estrada  vai alem  do que se vê e se o presente  e  de luta esse sim certamente  nos pertence.
   

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

N°25 - Um mês e três Dias....

 
17 de Dezembro de 2010

      Não e por menos  que  eu tenha  mesmo deixado saudade, afinal eu fiz tudo que realmente  sempre  fiz, alem de ser  o Adalberto  Meira  militante que cada dia  ao  acordar  veste  uma camisa de luta vermelha escrito coragem com  letras bem  grandes, fui também  o Dal, aquele  que nuca deixa a peteca  cair   e  sempre  motiva  todos  com sua  alegria, seu carinho, seu entusiasmo  que  não deixa  nada e  ninguém  de fora, que com  um  magia que so  ele  tem consegue  colocar todos  na roda  pra brincar  e viver.
     Aprendi que, o significado   da palavra AMIZADE, e renovado  a cada nova descoberta  que a vida  lhe proporciona, que  as   verdadeira alegria da vida esta no  próprio VIVER, no ACORDAR, no SENTIR,  afinal  não  importa aonde  nem com quem esteja  eu  vou  viver a vida  no  compasso  que ela seguir, no  balanço que ela me levar,  vou sentir SAUDADE, vou sentir  MEDO, vou ser feliz  também  por que não?  A vida  cada vez  mais  me  mostra que não  sou  dono  do meu  destino, cada dia ela  fica mais complicada  e  ao mesmo  tempo  muito  fácil de entender, se tem uma coisa que aprendi e que  só  podemos   descomplicar a vida vivendo-a, so  podemos encarar  o mundo, ser for cara a cara.
    Parei  pra pensar em um verso que há muito tempo não pronunciava que diz mais ou menos assim: “Eu fico perguntando, ate aonde eu posso chegar, e os desafios que no caminho  eu  irei  encontrar, pra enfrentar  a vida, nunca  pensei  que fosse  assim, mais não  importa, não a  barreiras vu  até  o  fim, agarro  o sonhos meus  eu procurar,  sigo em  frente meu  caminha não  importa o lugar,coragem eu terei  e nada   pode  me  deter eu  vou, sem  medo  de nada e eu  enfrentarei...”. Baseado  nessas  belas palavras  termino  dizendo que: se deixei  saudades, e por que valeu a pena, se a vontade de voltar  e forte  e  por  que VAI  valer a pena, e se o presente e de luta o  futuro esse  sim  certamente  me pertence.
    Diga a todas e  espalhe a noticia  por  todas  direções  avise  a  todos que “se e a vontade  de  todos, e  pelo  bem  de   todos, diga que  volto”....
    Adalberto, Dal, Filho, Irmão, Amigo, Diretor, Presidente, e acima  de tudo  MILITANTE, por  na Vida Vivida  eu  vivo  pra não  ficar pra traz.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

N°24 - Mais uma DATA...

04 de novembro de 2010.
 
     Hoje foi  meio que estranho,  uma  das grandes promessas que recebi  na  foi comprida, ao acha que seria um reencontro  de amigos  me decepcionei, o frio  tomou conta de tudo e não senti nenhum sentimento se  quer, me surpreende muito, nunca achei  que chegaríamos a isso, mas  longe das minha perspectivas, acho que  fiz minha parte, com já disse em outros postes  minha  felicidade e espelho da felicidade DELA, embora  não saiba mais  se  isso e vale pra ambos lados, ao  trocar palavras com vocês  leitores, espero que entendam  essa lado de decepção, vocês  mais que ninguém sabem  tudo que aconteceu   pra chagar ate aqui, então  pra que parar? Pra que ficar admirando algo que  na fundo  ainda pensa em você mais  prefere  repelir isso como  uma espécie de  dor?  Mi sinto mal ao pensar que essa dor que tanto à magoa  tenha sido causada por mim, espero que de alguma  forma, algum dia,  num momento oportuno desse que a vida coloca no  nossos caminhos, eu possa  desfazer tudo de ruim que  um  dia  tenha causado  a  ELA, com  a mesma  diz  “o mudo da voltas e numa dessa  agente se bate de novo”.
     Mais  sei que cenas como essa  não  vão se repetir, afinal o que  antes era duvida, hoje passa a ser certeza, o que um dia chamei de esperança hoje  só passa de mais uma ilusão, o que um  dia  eu chamei de conforto hoje me  perturba o pensamento, cenas  como essa não  vão se repetir  por que EU igualmente  a ELA decide desistir. Tenho uma nova  data  pra recordar, dia 04 de novembro de 2010, por que? Sei que Farão  sua próprias conclusões.
    Aproveitar pra agradecer  cada um  de  vocês  que  acompanham  e participam  de tudo que à nesse BLOG,  agradecer pelos comentários,  pelo elogios, pelas críticas quem  mais que tudo  ajudam ao crescimento do mesmo, os meus  sinceros agradecimentos. Sigo feliz, ou tentando ser, nessa árdua permuta de vida onde todos os dias  se torna  momentos de aprendizagem  e crescimento, onde cada dia e  mais  um dia  sem ELA.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Nº23 - Velhos amigos.

02 de novembro de 2010.

                 Quem são os verdadeiros amigos? No mundo de hoje e difícil responder essa  pergunta, mais também nos deixa a vontade pra dizer que  os velhos amigos sempre  vão ser  os mesmos, hoje fui visitar um desses  amigos, pra  ser mais exato   essa AMIGA, já tinha um  bom tempo  que  não colocávamos a conversa em dia,  e  impressionante  como   onde todo  mundo  enxergar  um   pessoa  feliz, os verdadeiros amigos  conseguem  e uma forma inexplicável  dizer  como  realmente  estamos e o que realmente sentimos, sem mascaras, nem disfarces de felicidade,como foi bom um abraço  no  qual a muito  tempo  não recebia, um  conversa que a  muito  tempo  não tinha, e uma sinceridade que  a muito me faltava.
                Nessas horas um colo, uma conversa, algumas palavras, ao juntar tudo isso, já da pra se sentir bem melhor, nessa hora as preocupações vão embora, as dores aliviam, o tempo voa. Entre risadas e piadas sem graça,  no  final das contas coversamos muito pouco levando em consideração a necessidade da ocasião, mesmo assim foi uma excelente conversa,  mais como sempre algo tinha que  me fazer  lembra-la, por um minuto um porta retrato me chamou atenção, da mesma forma que uma foto na parede do quarto, alguma momentos relembrados, a conversa toda, afinal não tenho que esconder e o assunto era ELA,  essa amiga com certeza   mais  que ninguém  acompanhou se não toda,  quase  toda a  NOSSA vida, ela sabia  o que dizer na dizer naquele momento, algo  que me alivio  profundamente  de uma  culpa na qual   não necessitava ter, ta ai mais uma  grande função  dos AMIGOS,  dizer a coisa certa, na hora certa, mais  a hora passou e  me lembrei  que  tinha que  voltar a  tormenta da  minha vida, recebi mais um abraço, e disse uma  frase, frase que  não  vou  revelar aqui, nesse  momento  vai ficar  como  um  segredo meu e  dela, dessa   amiga que  tanto  já fez  por mim  e sei que vai  continuar  fazendo  obrigado  por  fazer, a felicidade dessa  pessoa que te ama tanto. Opa!  Pra  que  estou agradecendo mesmo?, isso  não  passa de obrigação  dos amigos (rsrs),  e isso  que  os bons amigos fazem, amigos de verdade,  e esse foi mais um  dia  sendo  protagonista  do meu  próprio  filme de vida.

sábado, 30 de outubro de 2010

Nº22 - O tempo passa.

30 de outubro de 2010.

    Hoje  completa um mês do  inicio de um calvário de sofrimento, um  mês  onde tudo   se transformou, onde  como   da água  pro  vinho  eu   mudei  totalmente   minha vida, onde  num piscar de olhos  o mundo  girou  mais  rápido, onde  minha vida e  muitas outras  mudaram  plenamente.  Como esse  mês  passou rápido né?  Sei lá, acho que  o tempo   passa  na   velocidade  que  nós mesmos  determinarmos, aprendi isso na pratica, quando varias vezes  dormia  para não pensar, acordava  para não sonhar, e brigava pra tentar esquecer, mais  não e tão  fácil  como  parece. Nessas horas  usamos dos  disfarces  para esconder tudo que por algum  motivo  nos faz mal, nessas horas  o  tempo passa a  ser o  melhor remédio pra SAUDADES,  ansiedades, dores,  o tempo se torna um  companheiro, e sendo usado da maneira certa  se torna mais que um  escudo, se torna uma  arma  infalível  contra  todos  os males.
     Nossa  que  saudades  e  um tempo onde  ao acordar a primeira coisa que fazia ela  pegar o telefone e ligar, onde  logo de  recebia uma abraço apertado   que  vinha com um  beijo  gostoso. Nessas  horas  onde  o coração tenta de todas as formas  segurar a saudades de recordações tão  boas, o  aperto  que dor  no  peito  e aliviado   com  lagrimas,  nessas horas  perdemos a noção  do  tempo, esse  mesmo  tempo que  tanto  nos ajuda e ao mesmo  tempo  atrapalha, se   estava bem  nos últimos dias, hoje  essa mesma  saudades   me  vez  voltar a  triste  solidão,   mais  isso vai passar,  afinal  o tempo e o  melhor remédio  pra tudo  e assim  acaba mais   longo  e cansativo  dia, onde as lembranças   ao mesmo  tempo  me fizeram  rir e chorar, achar que ainda  da certo  ou   tentar  provar pra mim que acabou, e mais um dia e muitos  dias sem ELA.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

N°21 - Espelho da Felicidade...


 28 de outubor de 2010.

                Sabe   quando   a felicidade  de  outras  pessoas  te deixa feliz?  Hoje a felicidade  DELA me  acalmou.  E muito bom  saber   que   pessoas que já fizeram tanto por você,  que já  de tanto  sofreram  dando  o  maximo  de si   pra trazer   toda a nossa  possível felicidade,  que  se  contenta  com um   simples  sorriso.  Essa pessoas  se tornam  tão  importantes  pra gente  que a   felicidade  das mesmas  nos  torna feliz.
           Utilizo  das palavras hoje pra dizer  o quanto mudei nesses últimos dias, para alguns  boas  mudanças  papa outros  nem tanto, mudei  minha forma de pensar, de falar,  de agir, mudei a  forma de  ver o mundo,  aprendi que tenho que   vê-lo de cima, só assim  vou  identificar onde  eu   melhor me  encaixo. Tenho  também  que  deixar um pouco  as   preocupações  de lado,  curtir mais a vida,  saber dar  valor  a um  boa roda de amigos,  tenho que  parar  de vez  enquanto  pra   me  voltar num  bom abraço,   e quanto me faz falta um  lindo  nascer de sol  visto  com  calma.
            O corre-corre  da cidade as vezes  nos faz esquecer  da nossa própria vida, as preocupações  muitas vez  necessárias  ao mesmo  tempo que nos ajuda  a  crescer   também  nos  cansa, mais como diz  um   frase  não me recordo   de  Albert Einstein “o  único  lugar que o sucesso  vem  antes do  trabalho e no  dicionário”,  pois a partir disso   concordando  com Einstein  vou trabalhar muito  para que o sucesso  chegue, mais  nunca deixarei de  parar  pra  respirar, parar pra relaxar  pra  viver a vida, afinal  tudo tem  seu  tempo, e  vai chegar  o meu, minha  hora, meu  momento,  e pelo  jeito  e um  futuro  não muito  longe.
            Persistindo  com  garra,  e vivendo com alegria, vendo  o  sucesso  e a felicidades de   pessoas  importantes pra mim, que   vou  levando a vida olhando pra todos os  lados, seguindo a direção certa,  e assim que vivo  mais um  dia  de muito  dias sem  ELA só que dessa vez   diferente,  nesse momento   entendi  por  que  não deu certo, e  vi  um  lado  bom de  uma grande  tragédia do destino, ELA necessitava  disso  pra   respirar  pra viver   mais feliz,  hoje  consegui  entender  que a minha  saudade  e meu  amor  vão se tornar  maravilhosas  lembranças  jamais esquecidas, por que o  tempo  não para e o espetáculo da  vida tem que continuar, vivendo  e sendo   protagonista da minha  própria vida, e assim que   vivo  mais  um  dia  de uma vida  incrível.
               

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Nº20 - Palpite de Amigo...


22 de  outubro de 2010.

 Hoje  palpitei  na vida de uma pessoa, não era uma amiga, uma conhecida, uma colega, era mais que isso, era na vida  DELA. Em certos momentos  encontramos pessoas  que   ao  invés  de nos ajudar  e  fazer o bem, prefere  de todas as formas  prejudicar  nossa  imagem com pirraças e provocações, nos  levando a  um  estresse  absurdo,  e com   tudo  isso acontecendo  de uma só  vez  no  leva também a revidar  na mesma moeda.
Vi  isso acontecer  hoje,  calunias e difamações  de alguém  totalmente  sem  moral, sem,  plano de vida, que  usa  dessa coisa  pra  tentar  passar o tempo,  mais pessoas   fortes como ELA,  não se abalam   por tão  pouco  vindo   dessas medíocres seres humanos , á  conheço e sei que  seus  sonhos,  desejos, força de  vontade, ética e moral vão muito  alem  disso. Aprendi que  nos  amigos  os   mais que amigos nessa   horas temos sim que intervir, ajudar, palpitar, com  se  a vida  também  fosse nossa, pra  que isso? Pra não deixarmos  todo  essa  pirâmide de coisa  boa   não   vem abaixo  por meras besteiras, somos  uma espécie de contra  peso,   que auxilia   na  ora  do  aperto, somos  nos  AMIGOS, que  estamos sempre ali  pra  colaborar, pra xingar, e pra aplaudir  quando  preciso. Nos  amigos somos  como   um  carro  de  apoio  na  grande caminhada da vida, por isso  hoje  palpitei, e foi  um  PALPITE  DE AMIGO, daqueles que se faz 5 segundos antes da  bomba  explodir, hoje   foi  minha vez  de  intervir, mais  muito vezes  as  intervenções   DELA, me ajudaram e muito hoje  foi apenas  uma retribuição mínima de muita coisa que ELA já fez, que  faz e que vai continuar fazendo  por  mim  tenho  certeza disso, abrigado por me ouvir,  obrigado  por  falar comigo,   obrigado  por  palpitar em minha vida,  obrigado por ser  você mesma.
E assim  palpitando, ouvindo e sendo  ouvido  eu termino  mais um dia  de muitos dias sem ELA.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Nº19 - Pra Frente...

21 de outubro  de 2010.

     Hoje e um dia especial  como  qualquer  outro  dia, afinal  decidi  que ia ser assim que ia levar a vida de agora em  diante, dias  especiais  por que vivo, por que  ando,  porque  curto, dias  felizes  por  que  cada pessoa  que  olho, cada palavra que falo  faz  sentido  e  de alguma forma contribui  e  muito  para mim  ou  pra  outra  pessoa.
     Quando  tomamos esses  tipos  de rumo na vida, assumimos  também  uma  serie de outras coisas simultaneamente, a coragem  e  uma delas,  como  bem  diz “ todos  que conseguiram, conseguiram por que  no  mínimo  tiveram  coragem  pra tentar” , e assim  que  to me sentindo  hoje  um pessoa  que  por mais  que seja  todas as dificuldades a coragem  para  enfrenta-las  não vai faltar, pelo  contrario  tenho   de sobra   pra dar  e  vender.
     Facilidades? Pra que? Nunca gostei  disso mesmo  o  bom  e ter que arregaçar as mangas  e  colocar a mão  na massa, sou daqueles que não me contento em   apenas  olhar,  se não tiver ali ajudando  ou colaborando, de alguma  forma  vindo a somar, pra mim  não  vai  ter  graça, pra vocês  que me conhecem, sejam bem  vindos  a mais uma grande evolução  e lição de vida, e  pra que  passou a me conhecer  e  um  enorme  prazer e não se surpreende  com  tão  pouco,  por  que  muita água ainda vai   rolar.
     As coisas tão  voltando a seus devidos  lugares  muito mais rápido  do que eu  imaginei, claro  que sempre que você desmonta algo, sempre  sobra  uma peça, sempre   tem  aquela  peça  que  vai   ficar  fora,  que  você  nunca  sabe  de onde veio  e por que sobrou, pois  hoje meu  coração esta assim  se  consertando, com   isso  já deu pra ver que  vai  ficar  um espaço  ate  gradinho  lá.  A vida continua, o mundo da volta, vido o presente lembrando-se do passado  e construindo  o meu  futuro, dia calmo, dia bom,  dia feliz, mesmo  assim  foi  um  dia  de muitos dias sem ELA.   

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Nº18 - Renovar.

20 de outubro de 2010.

     "Renovar e preciso", assim  são escritas as  grandes frases revolucionárias. E  a partir desta postagem  mudo  totalmente a forma de escrever,  já visando  um  futuro não tão longe, claro  que  não vou esquecer o intuito deste blog, pelo contrario de uma forma  ou de outra  estarei  lembrando  com   isso  foi  importante  para todas as minhas  evoluções como pessoa, como militante, como namorado, como  filho, como  irmão, como amigo, grades amigos leitores,  não importam  o que aconteça, não importa o quanto  seja  dura  a jornada e as fases  da vida, não desista jamais.
     E pra começar essa nova fase,  tenho que  dizer  com  esta sendo   bom  saber que as pessoas  estão felizes  saber  o quanto mesmo  com  tanta permuta, meu  coração  esta começando  a  respirar de novo, não por que  esqueci  ELA, mais  por que comecei a ver-la  com  uma pessoa  que sempre  vai estar perto  de mim  onde quer  que eu  vá, dirrepente  vi  que ELA não  me queria triste, sozinho, com  um  pessoas que nunca recebeu  amor, ELA me quer   com a mesma alegria  que sempre  fui, a mesma felicidade que um  tive  por  estar  com ELA, e  que  hoje   se transforma em uma  felicidade  por  ter  estado  com ELA.
    Vivo o  presente  como ele  realmente é, ÚNICO, mais  me baseando  nos  erros do  passado  pra  saber me da  bem   no  futuro, futuro esse que  aprendi a  olhar com outros olhos, olhos de quem quer crescer, olhos de que  quer  evoluir, olhos  que ainda vão chorar mais  umas  vez  por amor  de uma pessoa  que especial.  Ao partir  pra novos horizontes  deixo  fora da mala  todas as minhas decepções, todas as minhas magoas,  todas as minhas desilusões, e levo  comigo  dobrado  bem  diretinho  no  canto da  mala,  todas as  coisas boas  todas as alegrias, as risadas, os abraços,  os beijos,  os apertos de mão, os  olhares, as brincadeiras. Agora  antes de terminar  essa postagem  uma lagrima caiu, e ao  ver-la tocar minha mão senti   que realmente  nasceu  aqui  um  novo  Adalberto,  que  aproveitou  tudo de  bom  sem  deixar de ser  o DAL, o Mô, o Filho. Hoje  sim  como  muitos  outros foi  mais um dias de muitos  dias sem ELA.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Nº17 - Depressão.

19 de outubro de 2010.


                Hoje, entre brigas, desencontros e confusões, senti que todos os meus amigos tinha  se afastado de mim,  e assim acordei para a vida e  percebi  que  realmente  o que um dia achei que era  apenas frases formuladas por pessoas estupidamente  exageradas, não passavam da mais pura verdade, estou  mesmo numa selva de pedra onde somente  os mais fortes  sobrevivem,
                 Não adianta, aonde eu vou  sempre carrego  comigo  um  forte sentimento  de culpa por tudo isso que hoje acontece   em  minha vida, minha namorada,minha família,  meus amigos,  minha vida, será que  realmente  tomei  a decisão certa? Será que  agi  demais no impulso?  Será que  isso  vai melhorar? São  todas essa  perguntas  que  me impendem de desejar, de querer, de decidir, de prosseguir, de avançar.
                   Não  importa  aonde esteja, e nem  como esteja  sempre tem ago  que vai me fazer  levantar, sempre vai  haver  algo  que   vai me segurar   antes mesmo  de vim ao chão, sempre vai haver alguém  falando  baixinho “não desista” sempre e sempre, vou ter anjos da guarda que vão me ajudar  a  reconstruir, a me  reerguer.
                Aproveitar aqui  e agradecer as esse anjos que sempre   rezam por mim , me dão  um  forte abraço  mesmo  que  distante,  que nunca desistem  de mim, e   que não  importa  o peso  do  fardo  sempre  me ajudam a carregar. A saudade  hoje  me faz chorar, ela  me  destrói  por dentro,  falta  do carinho  de pessoas especiais deixa qualquer  situação  mais difícil,  meu coração  não me deixa  mentir, ta difícil resistir, ta dificío, mais  tenho que sobreviver a isso,afinal sou Adalberto Meira,o Dal,o Beto, o Tinho, varias formas de uma mesma pessoa, esse foi  mais  um dia de muitos dias sem ELA.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

N°16 - Confissão...


11 de outubro de 2010.

 Ta ia  hoje diferente de ontem  foi um dia  que tenho muita coisa pra falar vai ser assim por muito  tempo, vão haver ias  nos quais  as palavras vão sumir, que não  vou m e sentir  bem pra escrever  e partir daqui  espero  que vocês amigos leitores não se  decepcionem ao na verem  postagem, tem dias  que  são melhor  serem esquecidos, hoje e um  deles.
Passei o dia em descanso  necessitava  pensar, e foi isso que  fiz, sem internet, sem  TV, sem  celular, nada que pudesse  tirar meu  momento de reflexão. A noite  ao entrar no msn e  conversar com ELA me decepcionei e ao mesmo tempo vi que  realmente as verdades machucam,  mas são necessárias para nossa própria evolução, ouvi algo que m marcou afinal ouvi DELA mesmo que  meu  futuro, não estava aqui, que para ser feliz tinha primeiro que  me  magoar muito.
Palavras como futuro, sucesso, fama, sonhos, responsabilidades, todas elas agora  assaram a ser prioridade, afinal as palavras amor, felicidade, saudade, paixão, essa eu  vou te que  tirar da  minha vida  se  realmente quiser  mudar algo. Sei  que  fugir do problema não e melhor solução  mais  não vejo  outro opção  a não ser essa, estou  fugindo  não de mim  e sim  dos meus  sentimentos que  de alguma  forma  estão  me  impedindo  de crescer e evoluir.
Sonhos? Besteira, isso eu tiro de letra... Felicidade? Isso  agente  fingi ter... Amor? Isso não tenho  nada a dizer, pois tudo que disse   ou  deixei de dizer a partir daqui vão  ficar  apenas entre  mim  e ELA. Coisas marcantes, momentos vividos, presentes  trocados, sentimentos belíssimos que só  o tempo   pode  e  que  sabe um  dia levara embora, duvido muito disso, sou  uma prova viva  que feridas  da paixão  cicatrizam mas  não somen do corpo, impregnam de   tal forma  que leva  dias meses  e ate anos  pra  nos darmos conta que realmente acabou, vai ser difícil, mais tudo que fiz, fiz por que ainda  queria tentar, e agora termino  dizendo que, realmente esse  e um de muitos ser  muitos  dias sem ELA.    

domingo, 10 de outubro de 2010

N°15 - Recaída?


10 de outubro de 2010.

                Hoje  foi mágico, Ela  veio  a meu encontro, tenho que dizer que ficamos hora ali  olhando uma para o outro, feito  bobos, apenas aquilo era  necessário, nada de  beijo e pegasão  apenas  um  grande e forte abraço nos balançamos na rede, trocamos cafunés,  e por mais que não estávamos entendendo  nada do que ali acontecia, deixamos  nos  levar pelo momento, posso  procurar em   todo o  universo, mais nada se compara  estar perto dela, a  grande  tristeza que ontem,  foi  compensada  com  a  presença  DELA, sabe quando você esta  triste ao ponto  de  não querer em  sair de casa, olha pra todos  os lados e a única vontade e que   olha-se pra janela  e a visse? Pois  foi exatamente o que aconteceu, quando menos espero  ela  aparece  e como eu já disse faz da minha tarde  um  planeta  de cores, tão bonito e tão mágico  que  palavras não vão conseguir explicar.
                 Deixamos nos levar de mais, e quando  nos  demos conta  já estávamos de novo  nos beijando, mais  não como  da ultima vez,  não  com um sentimento de partida, uma coisa   que a muito tempo  não  avia sentindo  com  o mesmo  amor  que  sempre senti, com  um  calor, nossa tão bom  que  só  de lembrar, já me da saudade.
                 Mas  como ELA  mesmo diz  quando estamos juntos o tempo voa,comprovei isso  ao me dar conta que  La se  tinha ido uma tarde em  poucos minutos, em  poucos  abraços  e em  um  beijo, tempo? Esse  sim  e um  grande inimigo da gente, espero que ele  um  dia me ajude  de alguma forma, embalados em  muitos “te amo” nos despedir-mos  sem saber  com seria  de agora pra frente  se  tudo  aquilo que tinha acontecido  nessa tarde mágica era  uma prova que ainda   temos chance de  dar certo  ou  era apenas uma forma d aliviar uma coisa  que  por mais que agente tente  não sabemos se um dia  vamos  poder  viver felizes. E assim terminamos m ias um dia de muitos  dias sem ELA.

sábado, 9 de outubro de 2010

N°14 - Condenação

09 de outubro  de 2010.   
              
             Hoje descobri  que por mais que eu tente não vou  me  livrar tão fácil deste sentimento  tão profundo dentro  de  mim, estou  condenado  a viver por muito  e muito  tempo com ele.         
            Ontem  dormi na sala, acabei  pegando  no sono,  mina  mãe  ao  vim  me colocar na cama, me perguntou  uma coisa, se eu   estava assim tão  triste? Disse a ela  que,  por  mais  que eu tentasse  não conseguiria  explicar, ela   terminou  de  me  embrulhar e disse: eu sei  eu  sou sua mãe.
            Confesso  que não sei  como ela faz isso, Cho que  instinto materno, bom  ao  acordar  tentei enxergar a vida de uma forma  diferente, de uma forma  na  qual  eu  pudesse  fica melhor sem pensar NELA a todo instante.A condenação e fato, to marcado  pra viver assim, essa e  a única explicação pra  tudo  isso que ocorre, não e possível. Já tentei  muita coisa  mais muitas não surtiram efeito, e as que surtiram  não foram  por muito duradouras, não tenho  muito  o que escrever nesse  desse  dia, foi  um  dia que estou  triste  por   ver minha mãe  partir, e um  dia  que  ao me sinto  bem, por saber que  meu  sofrimento ta apenas começando, e mais um dia de muitos  dias sem ELA.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

N°13 - Chorei....

08 de outubro de 2010.

 Tinha mesmo  que esperar passar todos  as horas,  minutos e segundos desse dia  pra ter certeza de como ele foi pra mim,  todos os planos, os planejamentos, os presentes, as homenagens, tudo  ficou  no  vão, no  vão da solidão, do carente,  do sem carinho e somente uma coisa podia mudar isso,ELA.
 Acordei  hoje  com  um ar que  tudo  poderia  ser diferente, tentando me  beliscar e sair desse pesadelo que  passo a conviver com sua falta, como mudar isso? Essa  e a pergunta que me faço a cada dia ao acordar, com  tirar  esse sentimento de perca,esse sentimento  que vai alem de  qualquer outro, estar perto e  ao mesmo tempo estar longe, acreditem vocês e horrível.
Queria hoje  que a vida fosse  contada  não em anos, meses, dias e  horas,queria que a vida hoje fosse contada  em  abraços,  em amores, em paixões, em  beijos, em  viagens, em amigos, em  momentos. Demorei  muito  pra decidir  se  realmente  iria  vê-la, mais não adianta  lutar com  uma coisa  que te  levar e quando  você  percebe  suas  pernas  já  estão caminhado  ao  encontro DELA.
Ao vê-la  meu coração  disparou, minha vontade e  me  jogar em seus braços e  dizer a  à amava,  mais  de olhar   aquele rosto  que   também   dizia  o  mesmo,  era necessário  apenas um  abraço,  abraço apertado cheio de sentimentos. Ficamos muito  tempo ali  olhando  um  para  o  outro, acho que  nos perguntando  por  que de  todo  aquele  vazio? Por que ta assim? Por que  não  estamos  nos beijando?  Era isso  que  não  entediamos naquele momento. Mais nos respeitamos  um  ao outro, pois sabíamos  no fundo no  fundo  que era o certo a fazer.
    Agradeci a ELA por  estava  fazendo  do meu  dia  mais um  dias de muitos dias felizes  com ELA, enxugando  minhas lagrimas e  pedindo  para que não chorasse  ELA toca meu  rosto  num levo  gesto de carinho, transmitindo  para mim todo  o  amor que ali dentro  era um vulcão pronto  pra  explodir, senti naquele momento  que só de estar  do lado DELA já me sentia  calmo,  nesse  momento  não sabia  mais a razão do meu  choro, ao  escorar em  seu  ombro  e  explicar pra ELA  o quanto  ta difícil  viver assim, ouso  um  lindo “EU TE AMO”, aquilo era o bastava  pra mim, me levantei as presas para tenta sair dali,  aquilo já estava  me matando, mais  não conseguia, não,  meu  corpo não me obedece nesse momento  não deixou eu  se  quer  dizer  nada. Daí em diante  parei  de  lutar contra mim  mesmo  e ao me levantar, me vi  cara a cara com ELA, e olhando  em  meus  olhos, antes mesmo  que  ELA fale-se algo me aproximei mais  perto, senti  um  suspiro ofegante vindo DELA, ai não pude fazer muita coisa, tomado de sentimento nos beijamos, um  beijo   forte intenso, como  dizem  por ai  fogos de artifícios  exploraram  naquele momento, senti  uma coisa  tão boa  estava tão bom  que  quando paramos  e olhamos mais uma vez  olho   o  olho, todas as nossa perguntas que no  inicio  desse texto  nos intrigava foram  respondidas, e o AMOR, esse AMOR  que não  importa  aonde,  não importa quando,  sempre vai existir,  e sempre  vão fazer desses  pequenos  e curtos,  momentos únicos, marcantes, intensos  e principalmente INESQUESIVEIS pra  mim  e pra ELA. E assim  termino o dia de 8 de outubro  de 2010 onde  mais uma vez  ELA Aline Paixão  me  fez sentir, viver, amar, curtir e  principalmente  tornar nossa historia inesquecível. Mais um dia  de muitos dias  se você Aline.
PS: EU TE AMO    

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

N°12 - Verbos....

07 de outubro  de 2010.


     Minha vida   hoje   esta se resumindo em  verbos,ao ACORDAR, percebi  que FICAR me lamentando por algo  que  passou não  vai me trazer nada de volta,percebo  que vai  demorar muito  pra me adaptar  a tudo isso que  esta  acontecendo de novo em  minha vida, que  vou ter que SER  forte, TER garra e nuca DESISTIR, afinal  a vida tem que continuar.
    Ontem  por um  breve  instante  me SENTI  ao lado de uma pessoa que amo  muito, que  me ajuda  e que  me faz  muita falta nesses últimos dias,minha Mãe, imagine uma pessoa   que só de  te olhar  sabe tudo  que você esta passando, o que ta sentindo, se ta sofrendo se ta amando, pessoa  que   em apenas  um abraço  leva  pra si  todas as magoas as dores, nos deixando  apenas  um   sentimento de carinho   profundo  e uma  paz interior  que  nos relaxa,  e ontem  eu   senti essa saudade, porque?  Não  sei,  ultimamente to  tendo  saudade  de tanta gente, que não vejo a muito tempo ou que  vejo todos  os  dias, acho que  estou   a  beira de uma  depressão, sinto dentro  de mim  um  grande vazio que não consigo preencher com nada, um sentimento de solidão que  não tem sentido. Necessito  novamente   do abraço  da minha mãe, acho que só isso  pode trazer de volta o Adalberto Silva Meira que  já faz algum tempo que esta meio  sumido.
    Amanhã e um dia tão importante  estarei   voltando  a minha cidade  para duas coisas,   ver minha mãe  que  esta  indo   passa uma  temporada  longe daqui,   e  de alguma forma tentar  ser feliz  no dia 8 de outubro.
     O jeito  mesmo  e  chegar em casa, deitar no  colo   da minha mãe  e  em silencio  aproveitar  a  paz  e tranqüilidade que eu mereço, e logo depois  ir ao  encontro  DELA, vai ser difícil  não  sei  o que  pode  acontecer, não  tenho  nem idéia  de qual  será minha reação, não sei  como  vou me sentir   não sei   como  vou me comportar, mais de uma coisa eu  tenho certeza  sempre seja   onde eu estiver  se estiver com ELA, vai valer a pena. E assim  tentando de todas as formas CONJUGAR o verbo AMAR, vivo  mais um  dia  de muitos  dias  sem ELA.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

N°11 - Decepção.

06 de outubro de 2010.


            Ta ai! Sabe quando você acorda  com uma vontade imensa  de que tudo  de certo? Levanta rápido  e não ver a hora  de ir logo  arrumar sua vida? Pois e, hoje foi assim. Mais não foi como eu esperava, não como eu queria, veja-mos por que.
             As 08hs da manha eu  já estava pronto  e arrumado  pra sair  era um dia onde  todas as minhas perspectivas iriam se concretizar ou  não.  Na tão esperada reunião recebi  um  NÃO, mas  não foi um  “não” qualquer,  esse “não” feriu  profundamente  meus sonhos  e me  mostrou  que  realmente  vivo  num  mundo  onde, quem  tem "QI" (que indica), são os que passam  pras próximas fases da vida  sem  si quer  o mínimo de  esforço, pois bem  esse  "não"  também me  ensinou  duas coisas, a primeira que vou ter que  subir pelo caminho  mais ardo, o caminho  com pedras, perigos, o mais  longe e o mais demorado, e em  segundo  que  essa não e a primeira vez que isso  acontece, que minha força de vontade  vai alem  de muita coisa  e de muitos obstáculos da vida, que  esse  tal  “não”, tão temido  por muitos  pra mim  so passou  a ser  mais  uma palavra  sem peso do meu  vocabulário. O mundo  hoje deu uma volta tão rápida  que   me abalou muito e  que me deixou  perturbado  a ponto de cair, mais tenho  sempre em quem  me apoiar, tenho  amigos,  amigos de verdade, pessoas  nas  quais  mato e morro, amigos  que  não aparecem apenas  pra te abraçar e dizer  boa sorte, esses sim  brigam, batem  e xingam quando preciso, e hoje  um deles  fez isso  por  mim, obrigado  "Anjo Vermelho", e assim que o chamo  nas  horas difíceis,  uma espécie  de “Chapolim Colorado”, sempre estar por perto  quando se precisa, é assim  agente  aprende que não importa a gravidade do  tombo  sempre vou ter  um Anjo da guarda  pra  me ajudar a levantar.
            Hoje ao novamente teclar com ELA me transportei pra perto DELA, por que so isso   ia me fazer relaxar e me sentir  em paz, as vezes as dificuldades nos mostra  que os fortes  passam por isso, para  aprenderem a não desistir, já  os fracos  passam por isso pra  saber   que  não estão prontos para tamanha  pressão, que bom que sou  forte , e   enriqueço com  essas situações, então pra  terminar  esse dia  de tantas descobertas, decepções  e aprendizagem, te convido a refletir comigo  a musica que agora nesse momento  não sai da minha cabeça, que  diz assim:

Metade
”Que a força do medo que tenho
não me impeça de ver o que anseio
que a morte de tudo em que acredito
não me tape os ouvidos e a boca
porque metade de mim é o que eu grito
mas a outra metade é silêncio.
Que a música que ouço ao longe
seja linda ainda que tristeza
que a mulher que amo seja pra sempre amada
mesmo que distante
porque metade de mim é partida
mas a outra metade é saudade.
Que as palavras que eu falo
não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor
apenas respeitadas como a única coisa
que resta a um homem inundado de sentimentos
porque metade de mim é o que ouço
mas a outra metade é o que calo.
Que essa minha vontade de ir embora
se transforme na calma e na paz que eu mereço
e que essa tensão que me corrói por dentro
seja um dia recompensada
porque metade de mim é o que penso
mas a outra metade é um vulcão.
Que o medo da solidão se afaste
e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável
que o espelho reflita em meu rosto num doce sorriso
que eu me lembro ter dado na infância
porque metade de mim é a lembrança do que fui
a outra metade não sei.
Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
pra me fazer aquietar o espírito
e que o teu silêncio me fale cada vez mais
porque metade de mim é abrigo
mas a outra metade é cansaço.
Que a arte nos aponte uma resposta
mesmo que ela não saiba
e que ninguém a tente complicar
porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
porque metade de mim é platéia
e a outra metade é canção.
E que a minha loucura seja perdoada
porque metade de mim é amor
e a outra metade também.”
 (Oswaldo Montenegro)

E assim terminos  mais  um dia normal, inquieto, triste e muito aprendizado  de muitos dias  sem ELA.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

N°10 - A carta.


05 de outubro de 2010.
 Hoje  encontrei algo me  emocionou muito, uma “carta”, a primeira que fiz pra ELA, por descuido  coloquei uma cor errada na hora de imprimir e pra não rasgar e jogar fora  guardei dentro de um  livro, ontem  ao revirar as caixas  que vieram na mudança a mesma cai do livro comecei a ler e dizia assim:

Há algum tempo atrás, decidi não amar mais  ninguém, por estar completamente  descrente da sinceridade,cumplicidade, honestidade,  carinho  e respeito mutuo! Engano meu!
Como explicar isso  que esta acontecendo conosco? Será  o destino  que mais uma vez,  pregando uma peça, ou o amor que chega tão de mancinho que quando  percebemos, não da mais  tempo de mandá-lo ir embora?
Sinto-me traído por mim  mesmo, afinal eu havia jurado não permitir  que o  amor se aproximasse de mim. Poderia  ate  aceitar  alguém  em  minha vida  mais com a condição de jamais  amá-lo. De repente  as palavras que havia escrito  na minha “porta” com  letras bem  grandes: PROIBIDA A ENTRADA DE AMOR,  de nada resolveram, pois você carinhosamente tiro-a,  me convencendo que  não podemos lutar contra nos mesmos.
E agora  que voltei a acreditar  no amor sincero, quero curtir  todos os nossos momentos   intensamente como  jamais  vivi  com  alguém. O que temos  construímos Juntos  irei  preservar pra sempre, pois sei  que foi  feito com  uma boa dose de  dedicação, paciência e principalmente...Muito AMOR”.
1° Carta de amor Adalberto Meira

 E Assim já deu pra ver  que, daí  pra frente as coisas  só iriam melhorar né.  Pois  e foi mesmo  acredito que  essa  hora eu  realmente  já estava completamente apaixonado, mais prefere não me  entregar muito  afinal  ainda tinha  muito  medo de  me  magoar novamente.
Deu certo,  as coisas andaram,  brigas saudáveis começaram a existir, participação de ambas partes, tudo era perfeito, afinal  eu a amava e ELA me amava e o resto sempre  vai ser o resto, nosso  amor  esse sim  valeu, vale e sempre vai  valer a pena, e Assim termino de falar de mais um dia  de  muitos dias Sem ELA.  

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

N°09 - 1° Despedida


04 de outubro de 2010   

 E  vamos  hoje começar a contar  porque   do  fim, claro que no meu  ponto de vista tire suas conclusões, faça seus comentários e  tente  entender.
Vamos  primeiro falar da  primeira vez que terminamos,  me lembro  como   hoje, na época a casa DELA  ainda era  um ambiente  sem  riscos, afinal   seus  pais  sabias e  eram favoráveis a nosso relacionamentos, tempos bom aqueles, não que  sejam melhores  do  que  outros,  mais tenho saudade  e  muita  de quando namorávamos  sem  dever nada a ninguém  sem  ter  que ficar vigiando e preocupados com quem e  aonde estávamos, a sensação de liberdade e  indispensável para um bom  relacionamento, mais vejamos também  por outro  lado, “escondido e mais gostoso”, essa e a frase que  nos  levou  a continuar  por muito  tempo, mais voltamos  para nossa conversa, onde eu parei? Há sim na casa dela, pois  ligo pra ela e digo  que tenho que  falar com ELA. Chegando lá  chamo ela pra conversar e digo   o que  realmente  eu sentia, e ate uma oportunidade pra mim  explicar por que fiz aquilo. Por   mais que estava muito  bom, sentia falta de um relacionamento, onde os   dois lados  opinavam, onde  existisse  uma discussão saudável, onde ambas as partes participavam da relação. Achava que isso  não existia, mais  me enganei, era eu  que  não  sabia, enxergar o quanto  isso acontecia e  eu não  percebia, e na minha  completa arrogância  prefere culpá-la, errei  e paguei  carro por isso, foram 2 meses  longe mais dois  meses  que  só conseguia  pensar em uma  coisa: “como posso fazer pra reverter isso”. Algum tempo depois numa final  de garota festa do  divino  eu  ao vela  ali  linda e deslumbrante  não resisti  numa dança, perguntei a ELA: “se  tinha vontade de mim  beijar”, não  foi  uma  resposta  que eu   ouvi, mas  foi um  roubo que recebi, que  marcou   mais uma vez    aquele dia, e que troce  de volta  um Amor que sempre  existiu e nunca acabou, tava sempre ali, era só  prestar atenção.
Porque  lembrei  disso? Tem  momentos  quem   me vem a cabeça sempre, e os que mais  lembro nesses dias, são as nossas  reconciliações, por que será?
Ta ai  mais  uma lembranças de muitas, com  ELA e sem  ELA, e assim termino  mais um dia de muitos dias sem ELA.

domingo, 3 de outubro de 2010

N°08 - Vitoria!!!


03 de Outubro de 2010.

            Como  o tempo passa rápido né? Tanta coisa  aconteceu  nesses últimos 2 meses, mais   o grande dia chegou,  e com  ele  muita preocupação, um  dia   onde ao  acordar bem  cedo  fui  pra o  quintal, e La fiquei  por um  bom  tempo, lembrei de coisas boas,  de coisa que poderia ter evitado, de coisas que foram  melhor   terem   acontecido, coisas que  vão ficar na vontade, coisas que só eu  sei, que só eu entendo, mais  chega a hora de  partir, tinha que ir  a Poções, exercer meu  papel  na democracia brasileira, nem esperei muito, o  primeiro  carro   já estava saindo, embarquei e ao chegar em casa  uma coisa  já transforma totalmente minha fisionomia, minha mãe  ali sentada  na  mesa tomando seu café,nossa  pense num  coisa terrível e ficar sem   os  abraços de minha mãe, tenho  ela com  dos mais valiosos tesouros da minha vida, ela sempre  sabe o que dizer, e só  de olhar pra mim  sabe de tudo que se passa  na nossa vida  sem agente dizer nada, mãe tem dessas coisas.
 Ao ir votar também encontro  Preto, um   grande irmão que   de longe ao me ver já vinha  abrindo  aquele sorriso, depois de um abraço e  um  forte aperto de mão, segui  meu caminho, após  votar  me preparava pra retornar a vitoria da Conquista, coloquei  novamente a internet  pra funcionar, fiz algumas coisas  e  voltei.
Ao chegar em  conquista  passo em casa   pra deixara algumas coisas, quando  Gabriel  me liga pra  irmos  juntos pra  a apuração, andarmos muito  pra  encontra a galera, depois de chegarmos  no local da apuração  onde  já  acontecia  uma  pequena comemoração  antecipada,  esperamos atentos o resultado e   quando  soubemos, assim  muita festa e comemoração afinal  tínhamos certeza  de  ter  feito  um  bom trabalho   pra eleger nosso candidato.
 Num certo momento da festa decidi ligar pra ELA, tenho nesse momento que assumir que não fico um dia sequer sem pelo ao menos discar o numero DELA em meu celular, mais bem  como eu  ia falando  liguei para ELA, apenas como  pretexto para ouvir  sua voz  perguntei   como ela estava?  Me despedi,  e  na volta pra casa    paramos num barzinho  para  comer algo. Chegando em casa despenquei  na cama  estava exausto por conta de mais um dias de muitos dias sem ELA.

sábado, 2 de outubro de 2010

N°07 - Por pouco...


02 de outubro  de 2010.
Sabe quando todo mundo ta conseguindo de alguma forma tirar você do serio? Pois é, hoje foi assim não sei se por que no fundo no fundo eu já estavam muito estressado  por alguma coisa  que nem   eu  mesmo sabia.
Hoje aconteceu a grande e esperada carreata  de Fabrício, que  levou   uma  multidão e  inúmeros Carros  as ruas de Vitoria da  Conquista, aquilo me deu  uma  certa alegria repentina, afinal  eu tinha  certeza que  de alguma forma tinha contribuído  para  aquele acontecimento. Pronto, Sucesso na carreata! Vamos comemorar! Essa e umas das  poucas coisas que  lembro ter ouvido naquele dia. Depois da tarde muito  boa,  entre  um lugar e  outro  não sei  como  fui parar num chá de fraldas, mais  La também  foi  muito  bom  nessa hora  já estava me preparando  pra parar, mais a galera era muito   gente boa, e  quando eu  parei  pra ver   já eram   quase 17hs, nesse momento  resolvo ligar  pra  ELA, só pra saber com  ELA  andava  afinal  me   preocupo  muito  com ELA, não foi uma boa idéia,  ao conversar comigo, me diz  umas das coisas que de  vez   estragou o meu dia por completo, Ela  me   fala  que  seus  pais  já estavam preparando  alguém  pra ficar na casa, pois eles iriam  se mudar. Nossa  desligo  o telefone e num  suspiro   me seguro  pra não   chorar, mais não deu.
Se já era  horrível conviver   com  idéia  de  não  tela mais  do meu  lado  como  namorada, imaginem saber  que ela iria  pra muito  longe, realmente não  agüentei, e vieram sim,  não apenas uma mais muitas lagrimas.  Me recompus e voltei, parece  que  quando  você esta ruim nada ajuda, não é mesmo?
 As musicas, as lembranças, a saudade, tudo isso se mistura  e te faz  sofrer, o que e isso? É amor, esse que cada dia que me faz  viver  também  me mata, que me traz  alegria, mas  me  leva rapidamente  pra profunda solidão.
Decide mais uma vez ligar pra ELA, desta vez ELA,  não deixou  eu desligar o telefone, também chorando me diz  pra ter calma, e que nada  estava concreto. Alivio, isso  foi o que eu  senti ao  ouvir,  não sei  o que   meu  coração quer   não sei  se  ele  vai  suportar  viver assim, tão   perto   e   tão longe, mais  o  mundo  gira  e  cada dia tenho m ais certeza que numa dessas  agente vai  se bater, e assim acaba mais um dia  de  muitos dias sem ELA. 

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

N°06 - Esperança...


01 de outubro de 2010.

                Hoje pela manha  já em conquista, ao sentar no  computador e abrir a internet,  percebi  que  realmente convivo  com a redundância do sozinho,  ontem senti  uma enorme vontade de ligar  para ELA, mais  sabia que não era o certo a fazer,  me  segurei, e  desliguei o telefone, mas dentro  di mim  um esperança  que o ele iria tocar, mas não tocou.
                Tava mesmo demorando  pra cair a ficha, mas foi  só eu  me  concentrar num  momento  olhando aquele belo  nascer de sol  que a falta a saudade e a tristeza tomaram conta de mim  de tal  forma  que  me toquei, “acabou!”, e sem dar chance  pro  meu  coração respirar,  me  pego  chorando novamente.
                 Realmente  não  estou  bem  com tudo isso, me sinto  meio  perdido  nas idéias  por  que não posso  mentir pra mim  mesmo,posso?  Tenho  certeza disso cada vez  que  me lembro  dos momentos bons, das  brigas  que sempre  terminavam  com  um lindo beijo, tudo faz e sempre  vai fazer FALTA.
                Nunca pensei que  ia sofrer tanto  por conta de um amor, por  mais que prometi  a muitas pessoas que  isso  não iria acontecer, lamento mais  tenho que ser corajoso  pra dizer que realmente  estou sim  sofrendo muito com  tudo isso, e garanto que  tive que muitas vezes segurar as  pernas  por que elas  insistem em  volta  apenas  pra  um  lugar, lugar esse  que nem  preciso  falar  não é?
Suportar esses sentimentos, estando tão  longe e horrível,  e como  me disseram uma  vez  não desejo isso   nem pra  o meu pior inimigo;  Mas  como  a vida continua , ela sim, essa sim  tem que continuar, e garanto que vou levar  ELA  na esperança que um  dia  tudo  isso  possa se resolver, que  vou poder ser feliz por completo  amando e sendo amando, demonstrando e recebendo  provas   de um amor de que ainda  tem  muito   pra  escrever nas paginas da vida, amor que  ainda vai fazer   muita gente  sofrer antes de se concretizar no “pra sempre”. E assim  termino  mais um dia  de muitos dia sem ELA.
Foto: Leonardo Oliveira - Contendasdo Sincorá-BA

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

N°05 - Tentação

30 de setembro  de 2010.

  Viajando, estou em Contendas do Sincorá ainda sudoeste da Bahia  a 160KM de Vitória da Conquista, junto com  um  grande irmão  construindo  a UJS no  município, mesmo  assim não poderia deixar  de escrever, e  hoje vou  dividir com  vocês umas  das divertidas, cômicas e também apaixonantes histórias desse relacionamento  tão lindo meu  e DELA.
Maio de 2010, clube recreativo de Poções, eu e ELA separados por motivos de força maior, que não vão ser citadas aqui. Final  da garota festa do divino, eu  todo  organizado em um  dia muito feliz  pra mim, o curupira alavancou de vez  e  fomos muito  prestigiados   naquele dia, mas voltando  ao assunto, estava eu todo  organizado numa elegância que só vendo, afinal era uma noite de gala,  pois bem,  quando  olho  pra o  lado  avisto  ELA,  me lembro ate hoje  ela  bem  linda de causa jeans  de salto  e com a camisa preta da ZPA, naquele dia ela não iria desfilar, mesmo assim estava deslumbrante, eu  aqui no notebook fazendo toda a programação do  evento, coloco  pra tocar  “Lua  minha de estacazero”, musica essa que  embalou muitos e muitos momentos de nossa vida, faço isso  apenas pra provocar e ao  olhar  pra ELA vejo  que  deu certo, ela  fez aquela cara de: “nossa  não  acredito”,  estávamos  só  no  começo, o concurso  terminou  Aline Guilherme foi a grande vencedora e em  segundo Rariely  duas pessoas que realmente  mereciam, o Dj começou a tocar a festa estava  boa,   no  meio da festa   ELA   ao  me encontrar me fala umas coisa  que   me mostrou  que  quando   alguém  quer  alguma coisa  e luta  por isso   ate  sua personalidade muda,  ouvi algo  mais ou menos assim: “to  te esperando  no  mesmo  lugar  onde agente  ficou da  ultima vez, vai  pra La agora!”,  “meu Deus!”,  foi  o que eu pensei e  exclamei  comigo, mais  não pensei duas vezes  dei  aquela  malandra disfarçada e fui,  assim que cheguei  logo  atrás  veio ELA,  nossa  me segura  pela gravata  de uma forma  que  queria me engolir, e em um  beijo  louco  mais  uma  vez  nos  entregamos ao   sentimento  que nunca  foi  em  vão, percebi  o quanto   necessitava daquilo, me senti  com se estivesse  voando, melhor dizendo  sempre me  sinto  muito  leve  ao lado dela,  sem contar que éramos observados  por  outros casais   que  no  mesmo  lugar   também  se “pegavam”,  garanto  eu que não no mesmo   sentimento  que  eu e ELA, mais  pra que se  preocupa com isso ne? O que   realmente  importa e que vivemos mais uma vez uma  ardente  paixão, e  que  por  mais longe que  possamos estar um do  outro  sempre    vamos  deixar a paixão falar  mais  alto.
 E assim  ao  voltar pra casa naquele  dia  não deixei  de   mandar   um SMS, e  dormi  feliz  ai sentir  mais uma vez  um  amor tão verdadeiro  que mais  nada importava apenas a nossa felicidade.
 Pra terminar  meu  diário  de viajem  hoje, aqui em  Contendas do Sincorá, digo  que  cada  dia que passa  percebo  que  o espaço que   já era grande  no  meu  coração  ta cada  vez  maior  só esperando  ela voltar.
Mais  um dia  de  muitos dias  sem  ELA.
Foto: Adalberto Meira - Contendas do Sincorá-BA