quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Nº18 - Renovar.

20 de outubro de 2010.

     "Renovar e preciso", assim  são escritas as  grandes frases revolucionárias. E  a partir desta postagem  mudo  totalmente a forma de escrever,  já visando  um  futuro não tão longe, claro  que  não vou esquecer o intuito deste blog, pelo contrario de uma forma  ou de outra  estarei  lembrando  com   isso  foi  importante  para todas as minhas  evoluções como pessoa, como militante, como namorado, como  filho, como  irmão, como amigo, grades amigos leitores,  não importam  o que aconteça, não importa o quanto  seja  dura  a jornada e as fases  da vida, não desista jamais.
     E pra começar essa nova fase,  tenho que  dizer  com  esta sendo   bom  saber que as pessoas  estão felizes  saber  o quanto mesmo  com  tanta permuta, meu  coração  esta começando  a  respirar de novo, não por que  esqueci  ELA, mais  por que comecei a ver-la  com  uma pessoa  que sempre  vai estar perto  de mim  onde quer  que eu  vá, dirrepente  vi  que ELA não  me queria triste, sozinho, com  um  pessoas que nunca recebeu  amor, ELA me quer   com a mesma alegria  que sempre  fui, a mesma felicidade que um  tive  por  estar  com ELA, e  que  hoje   se transforma em uma  felicidade  por  ter  estado  com ELA.
    Vivo o  presente  como ele  realmente é, ÚNICO, mais  me baseando  nos  erros do  passado  pra  saber me da  bem   no  futuro, futuro esse que  aprendi a  olhar com outros olhos, olhos de quem quer crescer, olhos de que  quer  evoluir, olhos  que ainda vão chorar mais  umas  vez  por amor  de uma pessoa  que especial.  Ao partir  pra novos horizontes  deixo  fora da mala  todas as minhas decepções, todas as minhas magoas,  todas as minhas desilusões, e levo  comigo  dobrado  bem  diretinho  no  canto da  mala,  todas as  coisas boas  todas as alegrias, as risadas, os abraços,  os beijos,  os apertos de mão, os  olhares, as brincadeiras. Agora  antes de terminar  essa postagem  uma lagrima caiu, e ao  ver-la tocar minha mão senti   que realmente  nasceu  aqui  um  novo  Adalberto,  que  aproveitou  tudo de  bom  sem  deixar de ser  o DAL, o Mô, o Filho. Hoje  sim  como  muitos  outros foi  mais um dias de muitos  dias sem ELA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário