domingo, 3 de outubro de 2010

N°08 - Vitoria!!!


03 de Outubro de 2010.

            Como  o tempo passa rápido né? Tanta coisa  aconteceu  nesses últimos 2 meses, mais   o grande dia chegou,  e com  ele  muita preocupação, um  dia   onde ao  acordar bem  cedo  fui  pra o  quintal, e La fiquei  por um  bom  tempo, lembrei de coisas boas,  de coisa que poderia ter evitado, de coisas que foram  melhor   terem   acontecido, coisas que  vão ficar na vontade, coisas que só eu  sei, que só eu entendo, mais  chega a hora de  partir, tinha que ir  a Poções, exercer meu  papel  na democracia brasileira, nem esperei muito, o  primeiro  carro   já estava saindo, embarquei e ao chegar em casa  uma coisa  já transforma totalmente minha fisionomia, minha mãe  ali sentada  na  mesa tomando seu café,nossa  pense num  coisa terrível e ficar sem   os  abraços de minha mãe, tenho  ela com  dos mais valiosos tesouros da minha vida, ela sempre  sabe o que dizer, e só  de olhar pra mim  sabe de tudo que se passa  na nossa vida  sem agente dizer nada, mãe tem dessas coisas.
 Ao ir votar também encontro  Preto, um   grande irmão que   de longe ao me ver já vinha  abrindo  aquele sorriso, depois de um abraço e  um  forte aperto de mão, segui  meu caminho, após  votar  me preparava pra retornar a vitoria da Conquista, coloquei  novamente a internet  pra funcionar, fiz algumas coisas  e  voltei.
Ao chegar em  conquista  passo em casa   pra deixara algumas coisas, quando  Gabriel  me liga pra  irmos  juntos pra  a apuração, andarmos muito  pra  encontra a galera, depois de chegarmos  no local da apuração  onde  já  acontecia  uma  pequena comemoração  antecipada,  esperamos atentos o resultado e   quando  soubemos, assim  muita festa e comemoração afinal  tínhamos certeza  de  ter  feito  um  bom trabalho   pra eleger nosso candidato.
 Num certo momento da festa decidi ligar pra ELA, tenho nesse momento que assumir que não fico um dia sequer sem pelo ao menos discar o numero DELA em meu celular, mais bem  como eu  ia falando  liguei para ELA, apenas como  pretexto para ouvir  sua voz  perguntei   como ela estava?  Me despedi,  e  na volta pra casa    paramos num barzinho  para  comer algo. Chegando em casa despenquei  na cama  estava exausto por conta de mais um dias de muitos dias sem ELA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário