segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

N°43 - Fora de mim

28 de Fevereiro de 2011

Pergunto-me muitas das vezes, que  coisa e essa que  nos  leva  a comenter loucuras, muitas delas  arriscadíssimas? Que força e essa que te faz perder a razão? Que coisa loca e essa  que  nos  leva a correr riscos? Acho que e a vida  que escolhi ter.
        Há algum tempo atrás disse que  aqui mesmo  nesse blog, que a placa  “proibida a entrada do amor”que coloquei lá na porta do meu coração tinha sido retirada,  erro  meu  deixar que isso  acontecesse,  afinal  acompanhado  do amor, diversos outros sentimentos  me acompanham, deixei  acontecer, terei que agüentar as conseqüências, agora  novamente estou imune  as todos  os “sentimentos”, vulnerável a quaisquer  investida do destino. Mas uma coisa tenho que concordar  voltei a se a  pessoa  que a muito tempo  não era, voltei a ser o  Adalberto observador, analítico, compreensivo, isso  tudo sem perder  o jeito Dal de ser. Há alguns dias atrás li em um artigo  muito  bom  que dizia “a junção perfeitas dos  minhas personalidades”, acho que  era  mais  ou menos  assim,  mas  como ia dizendo  percebi  mais  uma vez que  a felicidade  nunca foi embora,  eu que em  minha profunda magoa  não deixava ela chegar, ela  sempre esteve comigo  onde quer eu  fosse, com que eu  estivesse, aprendi  a aproveitar cada momento  de uma forma única, valorizar cada pessoa de uma forma  diferente,  e viver a vida da  mesma forma de sempre.
      Conheci alguém nos últimos dias, mais  foi de uma  forma tão  inesperada,  num momento  tão inoportuno, de um  jeito  tão  diferente, mas ao mesmo tempo  foi tão necessário, tão mágico, tão gostoso. Ops!  Não posso  dizer que  conheci uma pessoa, também  descobri que ninguém conhece ninguém  por completo, a cada dia  conhecemos um  pouco  mais  cada pessoa,  vocês  deves se perguntar por que isso  agora,  por que falar  dessa pessoa  que  como eu  mesmo  disse  nem  conheço direito? Fácil  de explicar , por que  ela  responde  da forma dela  todas as perguntas  feitas no  inicio  do post,  por que  ela do jeito dela   mim  faz  muitas  fezes estar fora de mim.
         Não sei  se e desejo, não sei se e tentação, não sei se e vontade, não sei  se  e tudo isso  junto, só sei que  como  a muito  tempo  não  fazia, estou  levando um dia de cada vez, fazendo da minha vida  a melhor  de todas, com riscos, vícios, tentações, e muito  desejo, de certa forma  fazendo  o que faço de melhor viver minha VIDA VIVIDA.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

N°42 - Razão de viver

21 de Fevereiro de 2011

      Os ocorridos de ontem me fazem hoje falar da pessoa que mais  amo  nesse mundo, vou falar de uma pessoas que  deu a  vida  pra cuidar de algo que  realmente  ama,  falar de uma pessoas no qual seu maior sofrimento e a saúde e saber   que  ao acordar não vai ter alguém  nas quais as brincadeiras  alegravam todo  a  todos e fazia  do dia dela  um  dia muito mais feliz.
    Primeiro tenho que falar o quanto essa  ai já sofreu por mim, tenho que começar falando da árdua jornada que foi minha cirurgia cardíaca no ano de 2001, onde 6  longo meses ela esteve do meu lado  dia após dia, onde juntos com a força de um amor sem igual enfrentamos todas as dificuldades possíveis de se imaginar, mais como  já disse  SUPERAMOS tudo juntos.
    Não poderia deixar de citar que ela e meu chão, são minhas estruturas  de sustentação,  me servindo de apoio pra tudo, essa mulher guerreira, que não  tem  medo da vida, mulher de poucas palavras mas de muito conhecimento, sem ela não sou ninguém, com ela eu sou  tudo.
    Esta sempre ali pra dizer  que me ama e me fazer  e me dar colo quando  necessito, mas também esta lá na hora daquele puxam de orelha, e a razão de muitas lagrimas de saudade mais também  principal  responsável  por todos  os  meus sorrisos, e aquele  que  não poso deixa de ligar, aquela que  me  faz esquecer de todo o problema e toda preocupação, aquela que sinto saudades cada dia,hora, minuto e segundo da minha vida, aquela na qual  nunca vou deixar de encher a boca  pra dizer que ela e  de longe a melhor mãe do mundo, mais  brigona, a mais carinhosa, a mais  linda, a mais compreensiva, a mais protetora,a mais tudo  afinal ela e MINHA MÃE, e  não podia  deixar de dizer aqui nesse resumo de tudo que  ela e pra mim  que Eu AMO ela  e sempre vou AMALA  por toda a minha vida, por que  ela e tudo e mais um pouco dessa minha VIDA VIVIDA.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Nº41 - Saudade que faz crescer

20 de Fevereiro de 2011

     Não e a primeira vez que venho aqui falar de saudade, nem será a ultima, afinal esse sentimento sempre me acompanhou onde quer que eu fosse. Sinto saudade de tudo que me faz bem, sinto saudade de tudo que de alguma forma me faz crescer, mais tem dias que essa saudade e diferente, têm dias que ela vem quando você menos espera, e te leva embora pra muito longe, ou nem tanto.
    Como já dizia um ditado: “falar e fácil, difícil e fazer”, pois bem, na saudade e a mesma  coisa,  falar que esta sentindo e  moleza, difícil mesmo e  enfrenta-la cara a cara antes mesmo que ela derrube você. Mas como já disse em outras ocasiões, se né toda a regra existe uma exceção me encaixo perfeitamente em tal, e seguindo esse pensamento ao invés de sofrer com pensamentos, prefiro lembrar apenas das coisas nas quais posso de alguma forma tirar proveito, isso por que a vida e uma escola e as lembranças  um livro, onde vira e mexe temos que reler para  que, recordarmos de determinadas situações  possamos  aprender e dificilmente cometer erros semelhantes.
    Nessa mesma escola da vida o tempo não para e se você não estudar as coisas ao seu redor, os acontecimentos, as pessoas, você não passa de ano, você não cresce. Aprendi quem o mundo e feito para pessoas determinadas, e friamente calculistas, onde que não  tem nem procura adquirir tais qualidades conseqüentemente vai  fica pra traz.
     Nem tudo eu ainda vive, nem tudo que quis eu ainda curti, não abracei todos que eu queria, não sentir calor humano suficiente, não estudei tudo, aprendi muito pouco, mas essa e a lei da vida  viver um dia de cada vez, tornando momentos inesquecíveis,  e fazendo da  minha vida a melhor de todas, tornando ELA  uma VIDA VIVIDA.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Nº40 - Inesperado

18 de Fevereiro de 2009

     Poxa! Quando mais agente acha que  já viu de tudo, sempre aparece algo  novo pra nos surpreender, hoje foi assim, vivi uma cena que  realmente  me mostrou que quando  achamos que  sabemos de tudo e que conhecemos  realmente as pessoas, na verdade não sabemos nada.
     As coisas se sucederem mais ou menos assim. Cheguei ao colégio por sinal atrasado, me aprecei pra subir  e perguntar  para ELA oque achou do  Post passado, fui recebido com um sorriso  lindo acompanhado  de uma pergunta: - porque  você escreveu aquilo? Tentando me explicar de alguma forma que ficasse claro as minha intenções comecei a falar, em meio a isso  num momento de  distração minha fui  mais uma vez surpreendido, só que  desta vez  com  um  beijo, nossa! E que beijo, poxa tenho que dizer pra vocês amigos leitores, que essa era a única coisa na qual nunca me passava na cabeça, não naquele momento. Entrei na onda correspondendo o beijo a altura, após tudo isso me perguntei ou tinha acontecido, naquele momento não entedia  mais nada. Foi então que como diz uma frase ai “em time que ta bom  não se mexe”,  toquei o bonde, só que desta vez  de uma forma diferente passei a observa-la com muito  mais detalhes, cada gesto, cada movimento, tentando de algum  forma responder  as todas as perguntas  que  surgiram depois de todos  os ocorridos, perguntas essas que vão ser  respondidas ao decorrer de uma historia que nem eu mesmo sei aonde poder chegar, tudo vai depender de como eu levar, entender, e principalmente viver minha VIDA VIVIDA. 




quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

N°39 - Mudanças?

16 de Fevereiro de 2011

           O que será que esta acontecendo comigo?  Que caminho foi esse que tomei? Por que mudei tanto minha vida? Essas perguntas que hoje me intrigam, já foram facilmente respondidas, mas hoje se tornam duvidas, acompanhada com um sentimento muito grande de saudade, que sempre me levam pra traz.
            Não adianta! Sempre algo vai me prender a esse blog, mesmo que seja um abraço, um sorriso ou apenas um olhar, acho que hoje o que me levou a tantas perguntas foi um olhar, um olhar diferente, mas ao mesmo tempo sincero, um olhar misterioso  mais ou mesmo  tempo revelador, tinha mesmo que ser no encanto de um olhar que  mais  uma  vez  iria mergulhar  em  ótimas lembranças, tinha que ser  na forma doce der  dar risadas das minha  piadas muitas delas sem graça, que eu iria lembras de bons tempos vividos, será que  to arrependido? Será que a vontade de voltar e maior que tudo? Não! Acho que não. Afinal ainda to aqui né? Vivo e vivendo a vida na qual eu escolhi ter.
             Esse grande acumulo de experiências vividas nos últimos dias, me fizeram mais uma vez trasbordar de sentimentos, que inevitavelmente vem acompanhado com a solidão e o vazio que  entra em  minha cabeça me trazendo confusão e duvidas,nas quais muitas das vezes cruéis e dolorosas. Não adianta o quanto eu lute contra isso, ele e mais forte do que eu e sempre vai ganha.
            Mas vindo de contra a tudo isso, hoje percebi que a felicidade pode estar bem perto de mim, tão perto que os pontos cegos da minha vida não me deixam enxergá-la, e como se eu parasse no semáforo e mesmo com o sinal aberto eu continuo parado, mas hoje alguém buzinou pra, me tirando desse momento de distração e me mostrando que o  sinal pra felicidade estava sempre aberto e só olhar pra cima e enxergá-lo e seguir em frente.
             Pensando nisso automaticamente respondo as perguntas que me intrigavam no inicio do texto concluo que to mesmo precisando de alguém, que tomei as melhores decisões da minha vida, e que mudei minha vida pra melhor pro que isso era preciso pra tornar minha vida em uma VIDA VIVIDA.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Nº38 - Os outros

14 de Fevereiro de 2011

     Quem na verdade são os  outros? Quais os seus objetivos?  São essas perguntas que hoje me levam ao um  momento de reflexão, afinal  minha vida  e  recheada desses tais “OUTROS”, sejam eles bons ou não.
     Vamos lá! Respondendo a primeira pergunta, posso dizer que   quando  me refiro  aos “OUTROS”  me refiro  a  todas as outras pessoas. Na minha linha  de pensamento  EU sou EU e o  outros  são  todos, não que eu não   me importe com os  outros  pelo contrario  dentre eles  estão as pessoas mais importantes  da minha vida, dentre eles  estão os  meus amigos, dentre eles  estão  os que  não vão com minha cara, e também estão os que  sequer eu conheço, mais  também posso  dizer  que independente de onde  eles  se coloquem na hierarquia do meu  pensamento eles não deixam de fazer parte da minha vida, afinal como vocês todos  sabem  utilizo de tudo  pra evoluir, das criticas, dos elogios,  dos carinhos, dos tapas, do silencio, dos grito, de tudo tiro algum proveito.
      E agora a segunda pergunta, quais os seus objetivos? Isso varia muito, afinal ninguém  e igual  a ninguém, cada um me enxerga de um modo pessoal, em cima disso, dessas visões  que  defino os objetivos  de cada um, se  vão me ajudar ou  vão  me vão me engolir... Embora eu ache um momento meio oportuno pra dizer que tenho inimigos, pois ao contrario do que muitos por ai acham, estou em  minha melhor  fase, claro no sentindo de pessoas boas ao meu  redor, justamente   por essa tranqüilidade que  escrevo  hoje sobre vocês leitores, que não deixam de ser “OUTROS”, embora sejam especiais  afinal são vocês  que sempre fizeram valer  o  BLOG Vida Vivida.
      Acredito que todos vocês se perguntam por que esse texto tão diferente de todos  que vocês já viram? Isso e fácil de explicar, na verdade faço isso já no intuito de tornar o blog não só pessoal mais informativo e de opinião publica, junto a mim teremos grandes amigos que também farão suas contribuições, essas mesmas pessoas que  passam  a ser   grandes  formadores  de opinião  aqui no  blog Vida Vivida, mais  claro sem perder a nossa essência de  refletir  pensamentos vividos em nossos  cotidianos. Já perceberam né? Que o blog se torna plural, e para  concretizar isso  termino  dizendo que  não vamos deixar de falar  dessa  NOSSA  vida linda, dessa NOSSA vida cheia de transformações, dessa NOSSA VIDA VIVIDA.
Adalberto Meira “O Positivo”

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Nº37 - Em meio aos grandes

12 de Fevereiro de 2011

As vezes  determinadas situações  nos fazem  perceber que não importa  o quanto  você  tenha  lutado, o quanto  você seja capaz, sempre  haverá alguém  pra te mostrar que vivemos num sistema  onde quem  e  bom e bom, e quem não e não e.
E sistema maldito que muitas  das vezes  prejudicou e vem  prejudicando  e fazendo com que  vários  não digo um  nem  dois  mais vários militantes da  gloriosa UJS a se afastarem, mas perante a determinada situações  me sinto  cada vez  mais  a virgula  do  texto, a exceção de  toda regra, isso  por que enquanto muito,  decidem  em sua ação de repudiou saírem, mais já ouvi dizer  da minha grande  amiga  e  muitas vezes  meu Anjo Vermelho, que   nesse momento  me faz  falta, muita falta dizia: “só  podemos fazer  a revolução de  dentro”. E nessa  linha de pensamento que vou levar mais uma  vez  agora  em  uma nova e determinada  jornada de luta,  ate me espanto  o quanto meu  pensamento tem  mudado e  tente  a mudar  as transformações  e tende a mudar cada vez  mais, isso tudo  porque   com tanta  coisa acontecem do ao  mesmos tempo  inevitavelmente  me  leva  mudar meus conceitos  com cada um  ao meu  redor  com cada  pensamento  em  minha vida.
                Sinto-me nesse momento  perdido nas idéias, vou ter que  me concentrar muito  pra não  tomar nenhuma decisão precipitada, afinal sei  que  muita coisa  ainda esta  em jogo,  e assim que vivo  com  coragem, morro de saudade mais nunca, nunca  desistindo por que sei  que  no  alto da colina  que  vou  começar a subir  tem   um  premio  muito  melhor  do que tudo isso  que  vivo  agora  nessa  etapa da minha VIDA VIVIDA.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Nº36 - Perguntas sem resposta

10 de Fevereiro de 2011

     Sozinho, preocupado e  mesmo assim  buscando  me isolar do  mundo, sei que isso  não e o certo a fazer, mais foi a solução  na qual  achei pra  não  mais me chatear com acontecimentos nos quais não posso  evitar. Na lei da vida  agente aprende com tudo NE?  Hoje aqui  no curso de formação nacional da UJS, em Serra Negra  no estado de São Paulo  percebi   que  tudo que vi ate agora não  e nem  a  metade do que  eu  ainda tenho  que aprender, e quando eu  pensei que  era  sim  uma pessoa razoavelmente politizada me enganei, mesmo assim  mergulhei  fundo  e por não saber nadar nesse mar de conhecimento, quase me afoguei, mais  não esqueçam que o socialista de verdade nunca anda sozinho  tem sempre alguém  a quem  há te socorrer, afinal somos uma  família   onde os pais  dão  o ensinamentos e a direção  e  os  irmão  mais cabidos de aprendizagem guiam os irmãos mais novos, e  foi isso que aconteceu  achei  a que  me  apoiar  pra  enxergar La NE  frente  o que os grandes  estão  falando  e mesmo  que foi, que esta sendo e vai ser por um curto espaço de tampo, tento de todas as formas  aproveitar ao maximo.
     Definitivamente as grandes e proveitosas  aulas já afeta minha forma de interpretação de mundo de forma drástica ,  o pensamento no qual eu defendo com umas e dentes, que a sociedades  ao longo do tempo  vem de certa forma  se tornando comodista, referentes as  bandeiras de lutas  dos movimentos sociais, passa a Ser entendido de outra forma, vi que  o mundo  vive em  umas constante transformação e seguindo essas mutações de  pensamento a sociedade  por sua vez muda a forma  de hastear suas bandeiras,e consequentemente de lutar pelas mesmas, o que antes era defendido com passeatas e  paralisações, hoje com a abertura  para  dialogo  por parte do estado, são resolvidas  de forma pacifica.
     Voltando a falar do ombro amigo, descoberta essa do acaso, que  me proporcionou tanto uma  facilidade  na compleição de boa  parte  do que pra mim  a  ate o presente momento  era  em certas partes embaraçoso, quanto na lado pessoal  me mostrando  o quanto  eu realmente sou diferente e  quanto  essas minha diferenças  me  fazem  ser exceções dentro  na regra de vida, da minha regra de vida,  da minha vida  perfeita por que sou  feliz, triste que  sou humano, real por que sou  sincero, e  completa por que realmente e VIVIDA.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Nº 35 - Eu e Minha Própria Vida

03 de Fevereiro de 2011


Hoje parei pra pensar o quanto minha vida tem mudado nesses últimos meses, falo isso em todos os sentidos seja formação, na concepção das coisas, em termos de sentimentos, nas lutas, na dor, na saudade, em fim,  aprendi  a viver  sem  esperar  pelo amanha, e como time que ta ganhado não se meche vou continuar vivendo assim.

 Como e de meu costume tirar sempre algo bom de tudo que eu faço, não e nessa nova jornada de vida que vai ser diferente. Vou aproveitar ao Maximo todas as oportunidades a mim conferidas, e fazer de tudo para que a única coisa que escape entre meus dedos seja o fracasso, pois o resto vou segurar firme, fazendo valer ao máximo a força de vontade empregada em cada uma delas. Pra mim o que um dia era inatingível agora e questão de tempo para ser tornar possível, e essa linha de pensamento e de raciocínio que vou levar e tocar minha vida.
 Tenho pra mim como convicção que não importe o tempo que dure, nem  mesmo  o quanto seja ardo, o importante e que cheguei ate aqui, e não vai ser agora que vou dar pra traz, dificuldades? Essa ficaram pra traz, agora apenas o que consigo enxergar  no meu  caminho  são pequenas pedras, na quais o maximo que podem fazer  e atrazar um  pouco as coisa, mais  nada que um  bom planejamento  não de conta,  sem contar que faço questão de retirar  pedra por pedra do caminha afinal  com diz  um ditado  por ai  “Pedras? vou guardar  todas, um dia junto  tudo e construo um castelo”.
Sem me importar com barreiras, sem me entreter com bobeiras, levo a vida de amo e amo a vida que levo, essa vida cheia de surpresas, essa vida cheia de emoções, essa vida corrida e que sem duvida e minha “VIDA VIVIDA”.