sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

N°29 - Voltar? Ou Ficar?

31 de Dezembro de 2010
                Essa e uma pergunta que há algum tempo não faziam pra mim, mas hoje me fizeram, me perguntaram: por que eu estava indo pra Goiás? Na hora não soube o que dizer, mas depois de algum tempo essa simples pergunta se tornou um grande enigma dentro de mim, uma certeza se torna duvida e confunde totalmente algo que já era certo.
                Por um monto tentei justificar de todas as formas minha ida, mas a única desculpa que vinha e mina sã consciência era da decepção que me afastava cada vez mais da minha Bahia. Mas e os amigos? E a família? E tudo que eu construí aqui? Minhas realizações? Meus sonhos? Senti-me como sé tivesse jogado tudo isso pra cima, senti uma espécie de abandono da minha parte, um abandono de algo que um dia jurei lutar pra erguer, aqui nessa cidade, aqui nessa casa, aqui mesmo nesse quarto que hoje passa a ser um Studio onde dois sonhadores se tornaram dois aprendizes e agora dois idealizadores de um sonho que ainda vai da muito que ralar e lutar pra torna-lo de um sonho possível para um sonho real.
                Mais vejo um lado “positivo” de tudo isso, me sinto realizado, valorizado, as oportunidades a mim apresentadas são as melhores possíveis, então por quê? Porque não abraça-la? Por que deixar essa oportunidade escapar diante dos meus olhos? Nunca voltei atrás em minhas decisões, afinal a mesma coragem que tive pra toma-las, tenho também que tê-la para realiza-las.
                Então para esse ano que se inicia vou  pular a “CATRACA” do inatingível e avançar em novos horizontes, derrubar todas as barreiras, driblar todos os empecilho que aparecerem repentinamente,e claro seguir com sempre crescendo, utilizando os fracassos somente pra evoluir, e acima de tudo aproveitar graciosamente casa dia,hora, minuto e segundo dessa minha tão linda, tão maravilhosa “VIDA VIVIDA

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Nº28 - Mágico


29 de Dezembro de 2010.

    Acho que posso denominar este ano como um “ANO MÁGICO”, e sem duvida ele veio para completar e concretizar um amadurecimento pessoal que já estava acontecendo há certo tempo, tenho muito pra me orgulhar afinal fiz tudo que estava ao meu alcance pra ser feliz, e juto com isso trazer a felicidade de que ao eu lado esteve, não me falha nunca a memória ao lembrar do meu amor platônico, da minha paixão eterna, da minha vida militando e da minha militância vivida; as conquistas que vão ficar eternas na memória e na lembrança não só minha mais de muita gente, quem não vai recordar da grande jornada de luta na construção do 15° congresso nacional da UJS, da aliança que dei a ELA, dos diversos momentos de felicidade que com ELA vivi, de todas as novas amizades que construí, de todas cidades que conheci, da minha ida imediata e repentina a São Paulo, da premiação do Curupira produções, da minha mudança para Vitoria da Conquista, da campanha  eleitoral, da minha ida para Goiás, do 1° encontro estadual de Grêmios em Goiânia, são dessas e de muitas outras lembranças que fazer desse ano um “ANO MÁGICO”.
    O ano ta chegando ao fim, o coração se aperta lembrando-se de tudo que vivi, e também se enche de esperança acompanhada com uma leve ansiedade ao aguardar o ano que se inicia.
    Amizades acompanhadas de alegrias, reencontros acompanhados de saudade, realizações acompanhadas de muito suor, felicidade acompanhada de muito amor que nunca deixa de vim acompanhada de uma ardente paixão, dor que vem acompanhada com necessidade e o fim que sempre vem acompanhado de um novo começo para todos.
Neste ano me deparar com situações muito difíceis e aprendi que a vida tem dessas coisas, que não nascemos apenas para “viver”, aprendemos que somos testados a todo o momento, nossa coragem e colocada à prova cada vez que respiramos e FRAQUEJAR não e nuca vai ser a melhor solução.
    O medo pode tomar conta, as coisas ficam muito mais difíceis, mais FRAQUEJAR não e a solução.
    A solidão? Essa pra que não sabe dar valor ao calor humano da família, e pra que não sabe valorizar um bom abraço amigo naquelas horas mais difíceis, e mesmo com essa solidão tomando conta de tudo, ainda assim, FRAQUEJAR não a solução.
    Mesmo quando, ao acordar a vontade de viver não for suficiente para podemos levantar, FRAQUEJAR com certeza não e a solução.
    Mesmo quando tudo parece ter chegado ao fim, não temas, pois tudo na vida tem um lógico propósito, para cada ação, existe uma reação e cadê a nos decidirmos FRAQUEJAR ou CONTINUAR, eu hoje decidi continuar, por que um dia ouvi falar que “TODOS AQUELES QUE CONSEGUIRAM CONSGUIRAM POR QUE TENTARAM”.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

N°27 - Destino? Ou Conseqüência.

23 de Dezembro de 2010.

Me deparo hoje  com um sentimento  no  qual  a  algum  tempo não sentia com  tamanha intensidade, a SAUDADE  que  ontem  estava confortada  nos braços  de meus familiares, hoje  se desdobra  em dez,  e  me faz voltar a  um lugar chamado GOIÁS.
    Mais na verdade, de que  estou verdadeiramente sentindo  saudades? Será da comida? Será  do  verde da cidade? Será das  lindas mulheres que à  habitam? enfim  o que importa e que  estou  com saudades.
      Antes de  começar a escrever sobre as  grandes coisa que fiz e conquistei, vou  falar  de algumas pessoas, afinal  essas  mesmas pessoas que  ajudaram a  tornar tudo  isso possível.
    Hoje  vou falar de alguém que realmente merece  um lugar no meu apertado e defeituoso  coração, pessoa  essa que descobriu  recentemente o que  realmente e  viver  a vida, não  essa  vida de mentiras  imposta  pela mídia, pelo  consumismo, por  padrões nos  quais  muitas vezes  ao Ives de  nos ajudar, apenas  nos  faz  sentir  mais  um no  meio de todos   os “iguais”, quando falo  que  ela descobriu a vida, digo que  se  fez presente  na inicio da estrada que vai  acompanhá-la por muito  tempo, se não  pela vida toda, to  falando de um vida de  luta, onde os fracos não  tem  vez, onde fazemos a diferença e aprendemos  que  nunca  caímos, apenas tomamos impulso pra novamente nos  reerguemos no pódio  vermelho  e  restrito  apenas ao  valentes de  corpo alma e coração.
    Não importa  a  que   oras eu acordava,  ou  que eu estivesse fazendo  ela  sempre  estava  La  pra cobra  mais  empenho, mais força, mais garra. As vezes acho que La fazia isso  tudo   por que  sabia o que vinha e o que vai  vir  pela frente, ela se amadureceu  tão rápido  que nem  mesmo  que  a trouxe para  o  lado  de Ca, estava esperando tamanho  progresso   em   tão  pouco tempo. Garra  eu  sei  que ela tem, e agora  que  posso dizer com todas as letras e  toda a certeza que em  2011 Adalberto, Dal ou  como  quer  que  seja,  vai  estar participando  ativamente  da construção  e  do  fortalecimento  desse  aprendizado  que apenas começou e  ainda   vai dar muito  o que  falar, comemorar, agradecer, reclamar, e acima de  tudo fortalecer essa  amizade  que  já mostrou  que e  pra  sempre.
     Ela nunca vai deixar de  ser chata, sei que vou  ter  que desligar o celular se quiser dormir  ate mais tarde, mesmo assim a saudade e  de  mais, e não vejo a hora  de  estar de novo  fazendo   todos   vocês  felizes com  minha  HUMILDE, alegria, minha  irreverência, e  claro  com  o  jeito   Dal  de ser  Adalberto, duas  personalidades  apenas um  objetivo, SER FELIZ.

domingo, 19 de dezembro de 2010

N°26 - Carta aos Goianos

19 de Dezenbro de 2010

     Deparo-me hoje com um sentimento  no  qual  a  algum  tempo não sentia com  tamanha intensidade, a SAUDADE  que  ontem  estava sendo confortada  nos braços  de meus familiares, hoje  se desdobra  em dez,  e  me faz voltar a  um lugar chamado GOIÁS.
    Mais na verdade qual a real saudade que to sentindo? Será da comida? Será  do  verde da cidade? Será das  lindas mulheres que á  habitam?  Será que são as  amizades? Será  e  o calor que as pessoas transmitem  ao  demonstra um sentimento? Enfim o que importa e que  estou  com saudades.
      Antes de  começar a escrever sobre os  grande acontecimentos  e das tamanhas façanhas realizadas nesse curto período de 1 mês  e 3 dias, tenho que  agradecer a todos  vocês  que fizera dessa  viagem  uma das mais belas aventuras da minha vida, que com  já disse  me  mostraram mais  um dos  diversos  sentidos da  AMIZADE.
     Espero que cada um de vocês  consigam  se identificar  nas palavras, por que?  Como  vocês mesmos  já  viram  em  outra textos “nomes” não vão ser usados aqui.
  E pra começar digo que muitos  nomes, muitas faces comporão todo esse processo  mais, um  rosto  em especial  marcou. Disse uma vez que: “ou você MILITA vivendo ou VIVE militando”,  estamos  falando de uma pessoa  que “vive militando”,  que igualmente   mim aprendeu  que na terra de gigantes  os fracos não tem  vez, que as decisões uma  vez feitas  São pra sempre, que o tempo cura quase tudo, que  amor mesmo  só  o de mãe mesmo, que comunismo ou  você adere ou   cai fora, que  todo o otario tem que se fuder, humildade e para os fracos e  que  temos  sim que  nós  achar por que ninguém  faz  isso  nós. Aprendi  com essa pessoa, que não importa não ter coragem  de  pra falar as coisas cara a cara, afinal   temos EMAIL, e  diga-se  de passagem essa pessoinha  faz isso como ninguém.
 Pra você que  agora  concretiza  já deve ter  se identificado  e pra todos  vocês que  acompanham e passaram  a acompanhar esse BLOG que, não  importa  quando, não importa aonde, não  importa com quem, não deixem  as oportunidades da vida passarem  sem ao menos  toca-las, e bem  melhor  magoarmos  por algo te tenhamos  feito, do que  algo  que  nem se quer chegamos a fazer. Decepções, tragédias, magoas, isso todo  mundo tem  mais   se “toda a regra tem sua exceção”, cabe a cada um de nós  sermos sempre  essa EXEÇÃO.
 Pra terminar digo que em toda a minha jornada de vida, nas aventuras, nos congressos, nas viagens, na  militância VIVIDA aprendi que vamos arrastar a massa pra colocar meu bloco na rua  só  assim  todos vamos pra rua  aumentar o som pra ser  muito  mais Brasil esse  mesmo  Brasil  que esta  no  estandarte com  o samba  sendo  meu  combate e dessa  unidade vai nascer a novidade por que a estrada  vai alem  do que se vê e se o presente  e  de luta esse sim certamente  nos pertence.
   

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

N°25 - Um mês e três Dias....

 
17 de Dezembro de 2010

      Não e por menos  que  eu tenha  mesmo deixado saudade, afinal eu fiz tudo que realmente  sempre  fiz, alem de ser  o Adalberto  Meira  militante que cada dia  ao  acordar  veste  uma camisa de luta vermelha escrito coragem com  letras bem  grandes, fui também  o Dal, aquele  que nuca deixa a peteca  cair   e  sempre  motiva  todos  com sua  alegria, seu carinho, seu entusiasmo  que  não deixa  nada e  ninguém  de fora, que com  um  magia que so  ele  tem consegue  colocar todos  na roda  pra brincar  e viver.
     Aprendi que, o significado   da palavra AMIZADE, e renovado  a cada nova descoberta  que a vida  lhe proporciona, que  as   verdadeira alegria da vida esta no  próprio VIVER, no ACORDAR, no SENTIR,  afinal  não  importa aonde  nem com quem esteja  eu  vou  viver a vida  no  compasso  que ela seguir, no  balanço que ela me levar,  vou sentir SAUDADE, vou sentir  MEDO, vou ser feliz  também  por que não?  A vida  cada vez  mais  me  mostra que não  sou  dono  do meu  destino, cada dia ela  fica mais complicada  e  ao mesmo  tempo  muito  fácil de entender, se tem uma coisa que aprendi e que  só  podemos   descomplicar a vida vivendo-a, so  podemos encarar  o mundo, ser for cara a cara.
    Parei  pra pensar em um verso que há muito tempo não pronunciava que diz mais ou menos assim: “Eu fico perguntando, ate aonde eu posso chegar, e os desafios que no caminho  eu  irei  encontrar, pra enfrentar  a vida, nunca  pensei  que fosse  assim, mais não  importa, não a  barreiras vu  até  o  fim, agarro  o sonhos meus  eu procurar,  sigo em  frente meu  caminha não  importa o lugar,coragem eu terei  e nada   pode  me  deter eu  vou, sem  medo  de nada e eu  enfrentarei...”. Baseado  nessas  belas palavras  termino  dizendo que: se deixei  saudades, e por que valeu a pena, se a vontade de voltar  e forte  e  por  que VAI  valer a pena, e se o presente e de luta o  futuro esse  sim  certamente  me pertence.
    Diga a todas e  espalhe a noticia  por  todas  direções  avise  a  todos que “se e a vontade  de  todos, e  pelo  bem  de   todos, diga que  volto”....
    Adalberto, Dal, Filho, Irmão, Amigo, Diretor, Presidente, e acima  de tudo  MILITANTE, por  na Vida Vivida  eu  vivo  pra não  ficar pra traz.