quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

N°27 - Destino? Ou Conseqüência.

23 de Dezembro de 2010.

Me deparo hoje  com um sentimento  no  qual  a  algum  tempo não sentia com  tamanha intensidade, a SAUDADE  que  ontem  estava confortada  nos braços  de meus familiares, hoje  se desdobra  em dez,  e  me faz voltar a  um lugar chamado GOIÁS.
    Mais na verdade, de que  estou verdadeiramente sentindo  saudades? Será da comida? Será  do  verde da cidade? Será das  lindas mulheres que à  habitam? enfim  o que importa e que  estou  com saudades.
      Antes de  começar a escrever sobre as  grandes coisa que fiz e conquistei, vou  falar  de algumas pessoas, afinal  essas  mesmas pessoas que  ajudaram a  tornar tudo  isso possível.
    Hoje  vou falar de alguém que realmente merece  um lugar no meu apertado e defeituoso  coração, pessoa  essa que descobriu  recentemente o que  realmente e  viver  a vida, não  essa  vida de mentiras  imposta  pela mídia, pelo  consumismo, por  padrões nos  quais  muitas vezes  ao Ives de  nos ajudar, apenas  nos  faz  sentir  mais  um no  meio de todos   os “iguais”, quando falo  que  ela descobriu a vida, digo que  se  fez presente  na inicio da estrada que vai  acompanhá-la por muito  tempo, se não  pela vida toda, to  falando de um vida de  luta, onde os fracos não  tem  vez, onde fazemos a diferença e aprendemos  que  nunca  caímos, apenas tomamos impulso pra novamente nos  reerguemos no pódio  vermelho  e  restrito  apenas ao  valentes de  corpo alma e coração.
    Não importa  a  que   oras eu acordava,  ou  que eu estivesse fazendo  ela  sempre  estava  La  pra cobra  mais  empenho, mais força, mais garra. As vezes acho que La fazia isso  tudo   por que  sabia o que vinha e o que vai  vir  pela frente, ela se amadureceu  tão rápido  que nem  mesmo  que  a trouxe para  o  lado  de Ca, estava esperando tamanho  progresso   em   tão  pouco tempo. Garra  eu  sei  que ela tem, e agora  que  posso dizer com todas as letras e  toda a certeza que em  2011 Adalberto, Dal ou  como  quer  que  seja,  vai  estar participando  ativamente  da construção  e  do  fortalecimento  desse  aprendizado  que apenas começou e  ainda   vai dar muito  o que  falar, comemorar, agradecer, reclamar, e acima de  tudo fortalecer essa  amizade  que  já mostrou  que e  pra  sempre.
     Ela nunca vai deixar de  ser chata, sei que vou  ter  que desligar o celular se quiser dormir  ate mais tarde, mesmo assim a saudade e  de  mais, e não vejo a hora  de  estar de novo  fazendo   todos   vocês  felizes com  minha  HUMILDE, alegria, minha  irreverência, e  claro  com  o  jeito   Dal  de ser  Adalberto, duas  personalidades  apenas um  objetivo, SER FELIZ.

Um comentário:

  1. porra. que liiiiiindo *----*
    e que 2011 seja apenas o início de toda essa nossa jornada :D

    ResponderExcluir