sábado, 9 de outubro de 2010

N°14 - Condenação

09 de outubro  de 2010.   
              
             Hoje descobri  que por mais que eu tente não vou  me  livrar tão fácil deste sentimento  tão profundo dentro  de  mim, estou  condenado  a viver por muito  e muito  tempo com ele.         
            Ontem  dormi na sala, acabei  pegando  no sono,  mina  mãe  ao  vim  me colocar na cama, me perguntou  uma coisa, se eu   estava assim tão  triste? Disse a ela  que,  por  mais  que eu tentasse  não conseguiria  explicar, ela   terminou  de  me  embrulhar e disse: eu sei  eu  sou sua mãe.
            Confesso  que não sei  como ela faz isso, Cho que  instinto materno, bom  ao  acordar  tentei enxergar a vida de uma forma  diferente, de uma forma  na  qual  eu  pudesse  fica melhor sem pensar NELA a todo instante.A condenação e fato, to marcado  pra viver assim, essa e  a única explicação pra  tudo  isso que ocorre, não e possível. Já tentei  muita coisa  mais muitas não surtiram efeito, e as que surtiram  não foram  por muito duradouras, não tenho  muito  o que escrever nesse  desse  dia, foi  um  dia que estou  triste  por   ver minha mãe  partir, e um  dia  que  ao me sinto  bem, por saber que  meu  sofrimento ta apenas começando, e mais um dia de muitos  dias sem ELA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário