quinta-feira, 8 de novembro de 2012

N° 74 - Sentidos

“Quando eu soltar a minha voz por favor, entenda. Que palavras por palavras eis aqui uma pessoa se entregando...”
Gonzaguinha – Sangrando.
Certo ou errado e uma coisa que varia na minha vida muito, pra mim o certo e aquilo que ti faz bem, o certo pra mim e aquilo que de alguma forma ti traz a felicidade, e aquilo que ti completa, e aquilo que ti traz paz. O certo muitas vezes só e certo pra mim, mais tanto faz á tentei viver de todas as maneiras possíveis, já passei pela fase da bobeira, aquela fase em  que você  não decide nada na sua vida, quem faz isso por você  são  os que estão ao seu redor, passei pela fase do sonhador, aquela que você faz loucuras atrás de um sonho muitas vezes  grande de mais ao nosso alcance, nela as decepções não inevitáveis,  mais vendo pelo lado bom e nela que você coloca o pé no chão e nela que nos damos conta de quem somos e o quanto podemos ser grandes, passei também  pela fase do apaixonado,  olha que nessa fase  eu descobri muitas coisas boas e ruins, além da fase mais demorada não posso deixar de dizer também que e a melhor fase da vida, onde nos entregamos ao sentimento independentemente do que venha em troca,  nessa frase  nos damos conta que realmente  somos  feitos pela metade e ninguém e perfeito o suficiente pra viver sozinho, pra mim melhor fase da  vida, e agora chego numa face que  como disse no  inicio deste texto, o bom e o  mal  e questão de ponto de vista de cada um.
Entro num momento impar da minha vida, onde não me contento com portas fechadas e muito menos com sentimentos que podem me atrasar meus objetivos esses mesmo são certos e focados, ser feliz e o principal, e pra isso necessito me realizar em todos os sentidos, digo todos mesmo.
“A vida me sorri e então, recolho os cacos que deixei no chão, milhares de recordações, transformam tudo em canções, e essa daqui é pra você...”
CPM22 – Irreversível


Talvez essa seja o “erro” ou o “mal” ou que sabe essa  que seja a parte boa disso, afinal  outra coisa  muito  boa dessa fase e o tipo de pessoas  nos quais me relaciono,  deixo que fazer  por fazer, deixo de ser  por ser, passo a escolher pessoas que tenhas  as mesmas qualidades ou  vou ate além, pessoas que estejam na mesma fase que a minha. E isso claro  ti traz pessoas francas e sinceras que  expressam  mesmo que seja em forma de palavras escritas e não faladas a verdade, ti fazer  ver oque você  não vê, pensar 1,2 ou ate 3 vezes antes de fazer novamente.
  “Se a gente lembra só por lembrar, o amor que a gente um dia a gente perdeu, saudade inté que assim é bom, pro cabra se convencer que é feliz sem saber”
Luiz Gonzaga – Que nem Jiló

As decepções e os “erros”, também são inevitáveis, e nesse aspecto não posso de forma alguma ser irônico, pois em toda a construção pra ser forte e consistente e necessário quedas decepções, o único problema e a forma com que isso e feito, hoje por exemplo recebi um e-mail que me mostrou um lado de minha própria historia que eu  nunca enxergaria,  percebi o quanto mau faço as pessoas quando me preocupo apenas com a minha felicidade, pode enxergar que mesmo  que nunca tenha vendido sonhos, e muito menos esperanças, pelo contrario pra viver essa face descrita e necessário pulso firme, e necessário franqueza, e necessário, sutileza e principalmente sinceridade com seus pensamentos e sentimentos eu só sou responsável pelas minhas interpretações e não pelas dos outros,  ocasionando  assim  um desconforto, um incomodo uma falha.

Mais como todo e aprendizado, e tudo e uma fase como já dizia uma amiga minha, aproveitei o máximo de cada fase da minha cada uma da sua maneira,  mais chegou a hora de fazer um pouco diferente, que chegou a hora de perceber que não vivo  sozinho  num universo paralelo, que pessoas existem e cotidianamente participam das mudanças da minha vida diretamente ou indiretamente, que  vou ouvir mais, ver muito mais, e falar só o necessário afinal tenho 2 olhos, 2 ouvidos e apenas 1 boca e assim  mais uma vez  tentar viver, ou melhor vou conseguir  viver  dando  importância necessária e reciproca  a quem  me quer bem e me faz bem nessa minha VIDA VIVIDA.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

N° 73 - Convite...

                Convido-te a entender oque si passa em minha mente nesse exato momento, aceita? Se sim continue lendo, se não pare por aqui mesmo, pois oque for escrito aqui só se entende que tentar de alguma forma mergulhar no texto, sentir oque eu sinto, viver o que eu vivo torna mesmo que num curto espaço de tempo a sua vida a mais vivida de todas.
                 Para começar lhe ofereço uma musica Devotion de Jim Brickman, ela vai te ajudar e embarcar nessa historia, convite feito musica pronta? Pois bem podemos começar.
                 Em todos os textos que já fiz, fale de meus desejos, dos meus sucessos, dos fracassos, das lagrimas, das vírgulas, das pessoas, das prisões, das felicidades, dos medos, de saudade e desejos, devem se perguntar por que relembrar isso?  Por que vivo em uma confusão de sentimentos, onde o medo não me deixa prosseguir, onde a saudade me faz ficar, onde o orgulho me faz dizer não e o amor esse só me machuca.
                Convivi com outras pessoas, aprendi coisas, conheci verdades antes entendidas como besteiras, de fato eu fui à luta para viver, mas descobri que sou preso, preso e acorrentando a um sentimento que jurava ter superado, mais não posso mentir pra mim mesmo, criei universos paralelos a minha realidade que mi fizeram muito bem, mesmo que por pouco tempo, e por serem curtos foram muitos, neles encontravam o corinho, a atenção, o reconhecimento, os sonhos, foram neles que me senti feliz.
                Voltei a um passado, que nunca saiu de mim, o calor e a emoção são as mesmas, o sentimento esse esta maior do que nunca, mais a coragem de seguir em frente e o medo de não dar certo esses são maiores, e com eles eu fujo sempre, na hora do sim eu digo não, dessa vez em alto e bom som, pois decidi fazer as coisas que tinha certeza, aquilo que não fosse não seria feito.
                 Mais uma vez se perguntam, “do que ele esta falando?”.  Falo de um amor mal resolvido, que mesmo depois de tudo ainda me faz sonhar, ainda me faz escrever, e perder noites em claro, mais oque eu entendi foi que as pessoas se tornam tão especiais pra você, ao ponto de você transforma esse “especial” em “amor”, a confusão do sentimento e que ti faz sofrer, por que ao procurar esse sentimento, aquele que ti faz continuar, aquele que ti faz esquecer de tudo e viver, você não acha, por que  ele não existe mais,  por que  oque era Amor  se tornou especial  um  especial  tão  grande  que nos confundi, que nos tira  o sono  que nos faz ligar, que nos faz procurar e procurar,  e mesmo quando não achamos, balançamos a cabeça no sentido de negação e procuramos mais uma vez.
                 Mais agora tudo faz sentido, e temos que colocar as coisas nos seus devidos lugares, oque e era amor continua a ser sempre, só que de uma forma especial, a vida vai continuar, as dores uma hora vão passar, as confusões vão se esclarecer e assim acho eu que as correntes vão cair.
                Para terminar de falar hoje nesse texto tão diferente, ti algumas perguntas, você conseguiu viver minha vida? Acordou junto de algum universo paralelo seu? Sua vida e vivida?
              Torne sua vida a mais vivida de todas, vá firme em direção das suas metas. Porque o pensamento cria, o desejo atrai e a fé realiza.

Foto: Adalberto Meira - Chácara do Governador, Goiânia - Goias
                 

quinta-feira, 19 de julho de 2012

N° 72 - Vírgulas da Vida...

Ontem foi estranho, acordei destinado a fazer muita coisa diferente, a pensar, a escrever, a olhar, a andar, fiz isso com apenas um objetivo, ser feliz com há certo tempo eu não era. Percebi que não e fácil largar vícios, manias, mais quem disse que seria fácil mesmo?
Ajudar a mim mesmo, me realizar pessoalmente, pensar muito mais em mim, e acima de tudo me amar, não por uma questão de egocentrismo, pelo contrario, ouvi um pássaro verde me dizer que nada que eu faça vai ser bom, verdadeiro e feliz se antes de tudo isso não for bom pra mim, verdadeiro pra mim e me trazer felicidade, pois bem, agora e assim, vou testar tudo em mim primeiro, assim não ocasiono de ter que aprender no meu cotidiano que as coisas não estão dando certo, vou gastar fichas em planos, projetos, amizades, companhias que de fato sejam boas, verdadeiras e que me tragam antes de tudo a felicidade. 
Quero um sentimento muito “raro” de se encontrar, “raro”? Sim a felicidade verdadeira e duradoura essa hoje e “rara”, encontramos sim com facilidade, mas uma felicidade passageira aquela momentânea, aquela de risadas altas, de aventuras, de momentos. De verdade não e essa felicidade que eu procuro.
Mudar sempre foi necessário, tive fases em vida que de mudanças drásticas, mudei por pessoas, por acontecimentos, por lugares, mais nunca mudei por mim, acho que esse foi o erro.  Mudar e necessário ninguém cresce estagnado, ninguém anda sem si movimentar, mas isso só e bom, só e verdadeiro, quando ti traz felicidade, fora isso e tudo em  vão, não podemos amar ninguém sem antes ter amor próprio, não podemos trazer a verdadeira felicidade pra ninguém  sem antes sermos  felizes, pois a verdadeira felicidade do outro  e a felicidade que se reflete na sua, nada  e bom de verdade se não for  bom pra nós mesmos.
 Pra acabar com as vírgulas da minha vida, pra acabar de vez com os pontos e parágrafos, aspas e interrogações que me impedem de continuar vivendo, hoje eu digo que mudarei, mais mudarei desta vez pra melhor, porque desta vez antes de pensar em todos eu vou pensar em mim e na minha VIDA VIVIDA. 


terça-feira, 19 de junho de 2012

N° 71 - O tal "Amor"

Acordei cede, tomei banho, me arrumei e vim trabalhar, um dia normal como qualquer outro se não fosse por uma ligação inesperada, ELA ligou pra mim. Mais não foi qualquer ligação essa foi de doer, falamos sobre como ela andava, oque estava fazendo, me perguntou por que eu estava com a voz de que estava gripado, nossa! Ela me conhece mesmo.
Juro que já tentei tirar de mim esse sentimento que só atrapalha, que me faz chorar, me faz sentir mal, que mi tira o sono, mais não da, e algo tão forte que vou levar comigo ate minha partida, mais esse sentimento também  tem seus lados bons, e ela que me  faz sorrir, e ele que me da força pra continuar, que me consola, que me acolhe,  que traz a paz que  eu mereço nos momentos mais aflitos ele me faz bem.
Ao conversar comigo, Ela se mostra forte, penso eu que ela faz isso só pra me passar segurança, falamos muito, demos risadas, mais de uma ora pra outra  ouvir um silêncio do outro lado da linha e quando rapidamente chamei a atenção dela ouso um suspiro acompanhado de uma soluços,  me desfiz  nesse momento, chorando ao telefone ela  diz que me ama e que esta morrendo de saudade de mim, que nunca sentiu nada parecido  e que e uma dor que ela não aguenta mais. Respondam  vocês  leitores imagens como eu estou agora, imaginem  oque foi pra mim ouvir a pessoa  que eu mais admiro na terra chorar por mim, se isso não e AMOR amigos  eu não acredito  em  mais nada que pode ser.
Sinto falta dos gritos, dos conselhos, dos abraços, dos beijos, do colo, do cheiro, dos dias que só conseguia dormir na cama dela por que lá e sempre o melhor lugar de dormir (rsrs) sinto saudade das risadas, ate mesmo do café e do pão com ovo mexido que não tem igual, sinto saudade de tudo sinto saudade DELA, sinto saudade de você Mamãe.
Vivendo cada dia  com se fosse maus  um  numa jornada de destinos incerto, com apenas uma certeza,  tudo vai dar certo  por que Ela sempre vai estar comigo,  nessa minha vida  magica,  nessa  minha vida linda, nessa minha VIDA VIVIDA.

sábado, 21 de janeiro de 2012

N°70 - Dia de luto ou dia de Gloria?



               Hoje e dia 22 de janeiro de 2012, ha 22 anos atrás, nasciam na maternidade da UPS prematuros, gêmeos univitelinos, já começamos a vida com uma grade tarefa que era sobreviver, mas essas nos tiraram de letra. Costumávamos dizer quem antes de sair da barriga da minha mãe pegamos firme na mão um do outro e falamos: - “agora e com agente”, e foi assim que essa duas crianças cresceram, uma do lado da outra, uma vivendo a vida da outra, acho que por isso e tão difícil escrever hoje nessa data tão importante, e tão triste por que não me sinto completo, não me sinto feliz, falta algo muito grande em mim, mas quem sabe um dia consiga conviver com essa falta, mais hoje, exatamente hoje provei pra mi que não e possível viver somente com a sua voz em telefonemas, com suas palavras pela internet e sua imagem pelo webcam, necessito dele presente, constante, abraça-lo e sentir um calor, uma paz que só sua presença me faz ter.
                 São tantas recordações boas pra lembrar hoje, mas entre tantas tenho uma como especial, quis dizer muito especial, não, acho que foi a mais especial da minha vida, que se não me engano já retratei aqui mesmo nesse blog. Foi um dia muito ruim, não tinha chão, não tinha oque pensar, nem sabia oque fazer, ao cheguei em casa, sem norte, e encontrei no colo dele um apoio, sem esperar ele pediu licença por um estante e se dirigiu ate o computador e colocou uma musica que dizia  mais ou menos  assim:
“... Mesmo fraco em pedaços
Eu prefiro Te dizer
Obrigado por estar...
Ao Teu lado me refaço
Eu preciso ter Você
Obrigado por estar aqui.”
(Obrigado por estar aqui – Rosa de Saron).

                 Aquele momento entrou em minha cabeça ate hoje, onde chorando nos braços do meu irmão percebi o quanto ele era importante pra mim, o quanto ele sabia de formas simples e só de olhar pra mim e me falar o necessário, e fazer o inesperado, de um jeito e de uma maneira que só ele mesmo pode, consegue e sabe fazer, ficamos ali horas e horas, sem dizer nada, a musica parou e mesmo assim ficamos imóveis, naquele momento éramos apenas um, naquele momento era tudo que eu precisava.
                  Como ele mesmo diz: “historias nossas historias, dias de luto, dias de gloria”. Não sei se hoje se torna um dia de luto ou um da de gloria, acho que os dois, luto porque o dia nunca vai ser o mesmo de estar do lado dele, normalmente a falta dele me faz fazer coisas erradas tentar superar isso só me leva mais momentos tristes e de depressão, mas acho que posso fazer desse dia um dia de gloria, isso por conta de uma ligação, hoje exatamente as 01:11am  depois de tentar varias vezes apertar o botão pra discar o numero dele e não conseguir, mas  num suspiro forte tomei coragem e liguei imediatamente ele me atendeu, e também imediatamente eu chorei ai ouvir antes de qualquer coisa um EU TE AMO, ele sabe me desmontar mesmo (rsrrsr), ouvi tudo que tinha pra ouvir, mais uma coisa me mostrou a importância de ter nascido da mesma mãe, naquele dia 22 de janeiro de 1990 as 15:35pm, ele disse que não iria comemorar essa data queria, por quê? Por que pra ele, só se comemora essa data se for ao meu lado, e que ele vai comemorar em ritmo de festa cada dia que poder me abraçar e estar ao meu lado como se fosse um aniversario por dia, com se oque importasse pra ele não era saber que esta mais velho e sim saber que ainda pode me abraçar, ouvir, e ser feliz por saber que alguém o ama de tal forma que mesmo longe o coração dói, a alma aperta e através de lagrimas demostra o quanto ele e importante pra mim.
                 Obrigado por estar aqui, obrigado por fazer do meu dia um dia triste, um dia feliz, um dia inesquecível, um dia daqueles que como muitos outros vão entrar pra historia nessa minha vida que só e feliz por que tenho você, só e alegre por que tenho você, só e sonhada por tenho você e claro só e a mais VIVIDA de todas que por que e vivida por Você te amo meu irmão Alberto Silva Meira.