segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

N°43 - Fora de mim

28 de Fevereiro de 2011

Pergunto-me muitas das vezes, que  coisa e essa que  nos  leva  a comenter loucuras, muitas delas  arriscadíssimas? Que força e essa que te faz perder a razão? Que coisa loca e essa  que  nos  leva a correr riscos? Acho que e a vida  que escolhi ter.
        Há algum tempo atrás disse que  aqui mesmo  nesse blog, que a placa  “proibida a entrada do amor”que coloquei lá na porta do meu coração tinha sido retirada,  erro  meu  deixar que isso  acontecesse,  afinal  acompanhado  do amor, diversos outros sentimentos  me acompanham, deixei  acontecer, terei que agüentar as conseqüências, agora  novamente estou imune  as todos  os “sentimentos”, vulnerável a quaisquer  investida do destino. Mas uma coisa tenho que concordar  voltei a se a  pessoa  que a muito tempo  não era, voltei a ser o  Adalberto observador, analítico, compreensivo, isso  tudo sem perder  o jeito Dal de ser. Há alguns dias atrás li em um artigo  muito  bom  que dizia “a junção perfeitas dos  minhas personalidades”, acho que  era  mais  ou menos  assim,  mas  como ia dizendo  percebi  mais  uma vez que  a felicidade  nunca foi embora,  eu que em  minha profunda magoa  não deixava ela chegar, ela  sempre esteve comigo  onde quer eu  fosse, com que eu  estivesse, aprendi  a aproveitar cada momento  de uma forma única, valorizar cada pessoa de uma forma  diferente,  e viver a vida da  mesma forma de sempre.
      Conheci alguém nos últimos dias, mais  foi de uma  forma tão  inesperada,  num momento  tão inoportuno, de um  jeito  tão  diferente, mas ao mesmo tempo  foi tão necessário, tão mágico, tão gostoso. Ops!  Não posso  dizer que  conheci uma pessoa, também  descobri que ninguém conhece ninguém  por completo, a cada dia  conhecemos um  pouco  mais  cada pessoa,  vocês  deves se perguntar por que isso  agora,  por que falar  dessa pessoa  que  como eu  mesmo  disse  nem  conheço direito? Fácil  de explicar , por que  ela  responde  da forma dela  todas as perguntas  feitas no  inicio  do post,  por que  ela do jeito dela   mim  faz  muitas  fezes estar fora de mim.
         Não sei  se e desejo, não sei se e tentação, não sei se e vontade, não sei  se  e tudo isso  junto, só sei que  como  a muito  tempo  não  fazia, estou  levando um dia de cada vez, fazendo da minha vida  a melhor  de todas, com riscos, vícios, tentações, e muito  desejo, de certa forma  fazendo  o que faço de melhor viver minha VIDA VIVIDA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário