domingo, 20 de fevereiro de 2011

Nº41 - Saudade que faz crescer

20 de Fevereiro de 2011

     Não e a primeira vez que venho aqui falar de saudade, nem será a ultima, afinal esse sentimento sempre me acompanhou onde quer que eu fosse. Sinto saudade de tudo que me faz bem, sinto saudade de tudo que de alguma forma me faz crescer, mais tem dias que essa saudade e diferente, têm dias que ela vem quando você menos espera, e te leva embora pra muito longe, ou nem tanto.
    Como já dizia um ditado: “falar e fácil, difícil e fazer”, pois bem, na saudade e a mesma  coisa,  falar que esta sentindo e  moleza, difícil mesmo e  enfrenta-la cara a cara antes mesmo que ela derrube você. Mas como já disse em outras ocasiões, se né toda a regra existe uma exceção me encaixo perfeitamente em tal, e seguindo esse pensamento ao invés de sofrer com pensamentos, prefiro lembrar apenas das coisas nas quais posso de alguma forma tirar proveito, isso por que a vida e uma escola e as lembranças  um livro, onde vira e mexe temos que reler para  que, recordarmos de determinadas situações  possamos  aprender e dificilmente cometer erros semelhantes.
    Nessa mesma escola da vida o tempo não para e se você não estudar as coisas ao seu redor, os acontecimentos, as pessoas, você não passa de ano, você não cresce. Aprendi quem o mundo e feito para pessoas determinadas, e friamente calculistas, onde que não  tem nem procura adquirir tais qualidades conseqüentemente vai  fica pra traz.
     Nem tudo eu ainda vive, nem tudo que quis eu ainda curti, não abracei todos que eu queria, não sentir calor humano suficiente, não estudei tudo, aprendi muito pouco, mas essa e a lei da vida  viver um dia de cada vez, tornando momentos inesquecíveis,  e fazendo da  minha vida a melhor de todas, tornando ELA  uma VIDA VIVIDA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário