terça-feira, 30 de agosto de 2011

N°59 - Vários sentidos


Sabe quando você para por um instante e mesmo com muito barulho ao seu redor você respira fundo e consegue não só sentir mais também ouvir seu próprio coração bater? Pois bem, não se espante você não tem nenhum problema cardíaco, pelo contrario você acaba de sentir mais vivo que nunca, você acaba de sentir a vida dentro de você.

               Sabe quando vento vem bem de mancinho, levando você ha sentir um calafrio gostoso e com isso você se abraça forte? Calma não e nenhum fantasma que se aproximou de você, isso e alguém que naquele exato momento pensa em você, e vento e na verdade e a esperarão de um suspiro, suspiro de falta, suspiro de saudade.

               Sabe quando do nada e sem motivo algum você se pega rindo sozinho? Calma você não e louco, e apenas suas lembranças felizes que aparecem nos momentos mais difíceis te ensinando que por mais dura que seja a vida ela e feita de muitos momentos maravilhosos que não nos deixam desistir, muito menos desanimar, nos levam pra frente e nos alavancam rumo aos melhores destinos, rumo à felicidade.
               Sabe quando você conhece uma pessoa que te faz parar e sentir o coração, sentir o vento manco chegando devagar e te faz dar risadas sozinhos mesmo sem motivo? Pois bem dedico esse texto a uma dessas pessoas que me fazem sentir assim que cada dia que passa estando perto de mim ou não me ensina uma forma diferente de superar desafios, de amar, de ser amado, de ser amigo, de escutar e ser escutado, e claro de viver da melhor forma possível essa minha VIVA VIVIDA.

2 comentários:

  1. E senhor Adalberto mais uma promessa comprida as vezes nossas ações,sentimentos,ensinamentos,aprendizados nos mostra um outro mundo...Um mundo onde a distancia é nada perto da verdadeira amizade,um mundo que as estações mudam mais as ações,sentimentos,ensinamentos,aprendizados elas não levam.

    ResponderExcluir