quarta-feira, 3 de agosto de 2011

N°56 - O Espetáculo

                              Hoje escolhi comparar a vida com um espetáculo teatral, onde cada cena e uma parte da minha vida e interpreto um aquariano que não é exatamente um tipo de pessoas sensíveis no sentido de compreender as emoções e dificuldades humanas. Pelo contrário, uma pessoa críticas e até um tanto frias nesse sentido, personagem difícil de interpretação, com personalidade forte e sem medo de se ariscar rumo a novos horizontes, fazendo diferente em cada nova aventura. O difícil mesmo e saber se esse roteiro e um drama, uma comedia ou por que não um romance.
            Dramático são poucas vezes mais essa e parte difícil de interpretar, com cenas fortes que exigem de mim uma grade concentração, esses tipos de cena me levam a achar que não tenho condições de assumir o papel, mais nada que uma injeção de confiança vinda dos colegas de tablado e principalmente do Diretor, e assim, respirando fundo que sempre consegui realizar as interpretações desse roteiro muitas vezes tão complexo para contracenar.
                E comedia, nesse ai eu não passo sulfoco, modéstia parte sou palhaço nato, trago alegria assim que entro em cena, tiro risada da plateia ate mesmo em silêncio, me orgulho dessa facilidade de tirar risos, isso na e pra qualquer um, usar da alegria pra contracenar  e um tanto divertido  ate mesmo  pra mim  que vivo o papel, mais nãoe por que sou bom nisso que não erro, muita vezes exagero, muitas vezes uso da comedia em momentos que seu uso não e necessário, mais uma vez entra em cena  pra mim chamar a atenção não só um mas vários Diretores, e assim aperfeiçoando ouvindo orientações e criticas que faço do da comédia minha melhor e mais feliz forma de contracenar.
                Opa! Já ia esquecendo-me do romance, essa e parte boa do espetáculo onde eu como coadjuvante beijo a mocinha (rsrs), mais na e tão fácil assim, ate aqui foram muitas as cenas românticas durante a vida, em algumas me sai bem em outras nem tanto mais de uma coisa eu sei, para cena romântica dar certo, tenho que levar pra dentro dela todo o meu sentimento, todo o carinho e em muitas vezes levo também um amor e por conta disso posso dizer com certeza que algumas cenas me marcam profundamente, e digo mais dessas cenas que tiro algumas das pessoas mais especiais da minha vida. Sou corrigido no drama, na comedia e claro no romance também não seria diferente, mas tem uma diferença, por, mas que as orientações são boas esse tipo de papel e feito de uma forma diferente, com um sentimento próprio, nunca se repeti e dependendo do que e com quem e interpretado as cenas só tende a melhorar cada vez mais, sendo assim posso concluir que o romance também e uma ária em eu atuo bem, isso por que uso do drama e da comedia pra fazer do romance o mais perfeito de todos.
                E assim que mi faço no espetáculo da vida, esse que sempre foi e sempre vai ser recorde de publico campeão de bilheteria, por que e feito com emoção, e feito com carinho, e feito com aventura, esse e meu espetáculo essa e minha VIDA VIVIDA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário