quarta-feira, 17 de agosto de 2011

N°57 - Cartas de Um Sentimento

Início: Às 00h25min.


Enquanto escrevo esse texto, vejo no relógio que exatamente neste momento completo duas semanas e cinco dias de cotidiana felicidade. Duas semanas e cinco dias, que por um ponto de vista parece pouquíssimo tempo, e nem discordo, parece que o tempo voa enquanto estamos juntos. Mas dentro de mim, ele simplesmente para. Confesso que me pego pensando como fomos chegar aqui. Colegas, amigos, grandes amigos, irmãos e de repende namorados. Rsrs. Não apenas namorados, mas também melhores amigos e confidentes. Afinal, vejo em ti segurança, vejo em ti um porto seguro. É contigo que quero conversar depois de um dia estressante, e é você que quero ver no final da noite, depois de ter passado todo o dia contigo.
Geralmente enjoou rápido demais das coisas e inclusive de pessoas. Um defeito que sempre me jogaram na cara. Rsrs. Digo rápido ao extremo. Nunca consegui passar o dia todo com alguém, e depois sentir saudades quando a pessoa fosse embora. Nunca consegui virar a noite escrevendo mensagens pra uma mesma pessoa todos os dias. Nunca quis levar uma pessoa pra tão dentro da minha vida, como estou fazendo agora. Nunca amei da forma que estou te amando.
A amizade deu seu empurrãozinho, não vou negar. E daí pra chegar ao amor, foi moleza pra esse meu coração. Coração esse que sempre deduziu o sentimento de amor, como um sentimento de se dar sem querer nada em troca. Como quando for capaz de quaisquer sacrifícios pra ver uma pessoa feliz. Coração esse que sorria quando provocava o sorriso de alguém. Quando mesmo de longe, fosse capaz de ser feliz por ver alguém feliz.
Talvez seja essa minha missão neste mundo, não que eu acredite em vidas em outros mundos. Rsrs. Acredito que nada é por acaso, tudo tem seu motivo e destino. Que tudo se completa. E me sentir completa é o que mais me dá força e coragem pra seguir em frente. E pra quem me completa, só tenho a agradecer. Por toda preocupação e cuidado. Por broncas válidas e por momentos de total felicidade e amor. Tudo em sua conveniente intensidade. Agradecer pelos conselhos amigos. E por aturar crises de raiva, ciúmes e dramas. Mas agradecer principalmente por se fazer presente nessa história que ainda vai dar o que falar e sentir. Afinal, quem me completa também me mostrou que sentir é melhor que desejar.


Término: Às 00h58min.

Um comentário: