sábado, 29 de janeiro de 2011

N°34 - Incompleto


29 de Janeiro de 2011

Ta ai  hoje  vou  falar de alguém especial, não mais que especial, melhor  ainda, indispensável, e acho que indispensável e a palavra certa, indispensável  pra minha sobrevivência,e  assim que o  coloco em  minha vida.
            Um amor que nasceu a  muito tempo  atrás, e  a cada dia que passa  se torna mais e mais  indispensável  pra mim,  um amor  que flora  de uma forma que ninguém  nunca mesmo  que tente  vai  poder explicar.
            Tudo começa  a  uns 21 anos  atras pra ser mais especifico no  dia 22 de janeiro de 1990, quando nascem  no hospital das clinicas  em São Paulo capital  uma  dupla de irmãos que  realmente sabem  fazer  valer a palavra irmandade, que pra gente  que  significados  que vão  muito  alem de poucas palavras existentes  em dicionários, pra gente  não importa   aonde nem quando, somos pau pra toda a obra, somos  o positivo e o  negativos por que os  opostos se atraem, somos  unha e carne afinal somos IRMÃOS.
             Crescemos juntos  vivemos juntos  passamos por  muita coisa juntos, sofremos demais  pelas mesmas coisas risos de felicidades, choros  por  grandes conquistas, muitas mais  muitas  conquistas. Antes de tudo  somos família, antes de tudo  somos amigos, antes de tudo  somos apenas um.
             Mas no  ultimo  dia  22  de janeiro  passei  por uma barra,  contei  horas  minutos e  segundos  esperando  o  dia 22  chegar, pra só  assim  fechar  os olhos e desejar feliz aniversario pra ele, por que  sei  que  do outro  lado do  pensamento  que  vive   em  constante conexão, ele  fazia o mesmo  no exato  momento, senti  uma coisa boa  as lagrimas foram inevitáveis,  me deitei  ali mesmo  no  meio  do alojamento  e  foi ali  que por muito tempo nada  eu  ouvia,  me fechei pra dentro de mim  e  me  senti conectado a ele  como  a muito  tempo  não sentia,  nesse momentos as  lagrimas que  tentava de todas as formas esconder e disfarçar foram tona, me senti  abraçado, e  mais uma  vez provei  pra mim que realmente tenho  um  parte de mim que e  meu irmão, a nada mais era necessário naquele  momento só fiz de provar  pra mi  que o  que agente sempre diz em nossas  despedidas  e a mais  pura  e extrema verdade  “irmão  aonde que  quer que eu vá  você sempre vai estar comigo”. E assim  termino essa passagem da minha vida onde os extremos da emoção  me fizeram m ais uma vez  me sentir  vivo, e pronto  pra tudo  principalmente  pra  amar a vida que levo e levar a vida que  amo essa  vida  tão  linda essa  vida tão fantástica essa VIDA VIVIDA.

Um comentário:

  1. "Ohana quer dizer familia, familia quer dizer NUNCA mais esquecer ou ABANDONAR".(trecho do filme "Lilo e Stitch").Sei o quanto é difícil ficar longe de quem se gosta,mas as vezes temos q fazer umas escolhas pra mudar a nossa vida. Achei muito lindo o que você falou sobre seu irmão (chorei litros,rsrs),a ligação existente entre vocês é quase rara de se ver hoje em dia entre irmãos. Amigos vem e vão, mas irmãos e família são pra vida toda.Conserve esse dom que Deus te deu!Beijo grande e saudades!

    ResponderExcluir