segunda-feira, 27 de setembro de 2010

N°02 - Sozinho?

Segunda, 27 de Setembro de 2010
Ontem  foi  horrível, ao perceber que estava sozinho  quis no álcool  tentar de alguma forma aliviar isso . Por  mais que as  últimas experiências  não deram muito  certo, La vai eu  mais uma vez  provar pra mim mesmo que  meu coração  não  agüenta tudo o que parece. Não importa  aonde eu estivesse, olhava pra todos os lados, só pra ter certeza  que ela  não estava do meu  lado. Por que isso? Apenas para não tomar  fortes impactos. Pare e pense comigo já  reparou  que  quanto mais você foge de uma coisa  mais  isso  te persegue, pois é, num momento  ao tentar entrar no stand com que eu  bato de cara? ELA.
Ao terminar  os stands  fui  pra casa,  La  o bicho ficou feio, fui direto  na  em baixo da pia onde se guarda as  bebidas  e sem nem ver o que tinha pegado fiz algo pra tomar, olha que tava boa  viu. Sem imaginar o que  tava por vim  por ai, ao sair de casa  a primeira coisa que vejo  La no  horizonte? Uma lua, mais não era qualquer lua,  ela estava linda como a muito tempo não via, sem perder tempo voltamos ao colégio.
La estava eu, com a  pior combinação já criada pelo homem: pinga, pagode e Adalberto,  mesmo sabendo que  já estava  bem  perto  do meu  limite, não estava nem  pensando em parar, pelo contrario o céu era o limite pra mim. Pra piorar as coisas  fui tentar provar pra mim  mesmo  que poderias conviver com aquilo, irônico da minha parte achar que poderia ficar nomal do lado DELA,  mesmo ali  rindo e dançando, não  consegui tirar o olho  DELA, olhava  de outra forma   um olhar de saudade, profundo,  tentava de todas as formas   me mostrar bem, ao perceber  que tava  começando a piorar  me viro  pra disfarçar o desconforto que sentia no  peito, encontro  PRETO um amigo irmão  que também estava ali,  me vigiando,  me apoio  nele  e o peço que me tire dali. Longe dali, respirei fundo pra  me recuperar mas  sabia que não ia ser fácil, me  abaixei novamente  respirei  e num impulso voltei  pra festa, a coisa tendia em piorar, não estava bem  e  disfarçava com risos  e passos leves de dança  que estava  bem, quando estava pra cair, desta vez  pra valer, senti uma dor  enorme no  peito, que foi aliviada  pelo um toque de mão. ELA  pegou na minha mão e me chamou  pra conversar, tenho que admitir  que não  sei como atravessei aquela quadra  naquele momento,  ao sair da confusão ELA  me pergunta  o que  eu queria falar com ela, sem entender que aquilo ali era uma desculpa  pra  estar perto de  mim, disse a ELA que  nada,  não  avia falado nada, pedi pra sentar,  pois a coisa apertou  o coração acelerou de tal forma que não tava dando  pra  segurar, o medo  foi tão grande que  pedi  pra   ELA chamar PRETO, pois a dor tinha piorado e muito. ELA  não o encontrou  mais trouxe mais  um amigo  pra mim ajudar, amigo esse que tenho que aproveitar pra agradecer por tanta quebrada de galho que já fez por mim “brigado”. “levem-me pra casa”, foi  o que pedi a eles, no caminho  PRETO  ali  me acompanhou,  mais tenho que admitir o que   realmente eu estava sentindo era o  abraço DELA, toda a vez que  me acariciava e  me perguntava se  já estava melhor, voltei  minha atenção pra ELA, por que  era o momento  onde eu  estava  mais perto DELA desde muito tempo. Ao chegar em casa  parei na frente  e quando  olho  um mutirão de gente vem  vindo pra saber se realmente eu tinha morrido (RSRSRS), que nada  vieram  por que  se preocupam comigo,  depois de algum tempo, quem  tinha que  ir  foi-se  embora  e eu  ali, me segurando para   mais uma vez  não mergulhar num sentimento  profundo que  sentia e sinto  por ELA,  por muitas vezes  eu  ouvi  um “eu te amo”, que  entrava  em  mim de uma forma que a única coisa que podia faze naquele momento  era chorar e foi o que eu fiz, chorei  e  ao enxugar minhas  lagrimas  sentia que era com ela   que   meu coração  pedia  mas me segurei  por que  os últimos acontecimentos  só me mostraram que  pra gente  um dia  poder  ser feliz,  vamos ter que sofrer muito  e esperar o momento certo  pra poder ser feliz.
Pra terminar essa dia  olhei  pra lua  que  nos  presenteava com  uma  beleza intensa, e disse a ELA: “que não  importa aonde, nem  quando, você e  pra sempre”.
 E assim acaba o segundo dia  de muitos  dias sem ELA.

2 comentários:

  1. "Agente é pra sempre"...
    Ao estar do teu lado tudo se acalma, só o tempo que não mim ajuda, porque parece que ele corre quando estamos juntos.
    "posso ate sumir da tua vida mas te esquecer, jamais!"
    Ps: Eu Te Amo ♥

    ResponderExcluir
  2. NÃÃOOO CAAIUUU A MIINHAA FICHAA QUE VOCÊSS NAOO ESTÃÃOO MAIS JUNTOSS.....
    Vocês são meu casal predileto... independente de qualquer coisa!
    HUm!!!
    Adoro vocês ♥

    ResponderExcluir