quinta-feira, 2 de agosto de 2012

N° 73 - Convite...

                Convido-te a entender oque si passa em minha mente nesse exato momento, aceita? Se sim continue lendo, se não pare por aqui mesmo, pois oque for escrito aqui só se entende que tentar de alguma forma mergulhar no texto, sentir oque eu sinto, viver o que eu vivo torna mesmo que num curto espaço de tempo a sua vida a mais vivida de todas.
                 Para começar lhe ofereço uma musica Devotion de Jim Brickman, ela vai te ajudar e embarcar nessa historia, convite feito musica pronta? Pois bem podemos começar.
                 Em todos os textos que já fiz, fale de meus desejos, dos meus sucessos, dos fracassos, das lagrimas, das vírgulas, das pessoas, das prisões, das felicidades, dos medos, de saudade e desejos, devem se perguntar por que relembrar isso?  Por que vivo em uma confusão de sentimentos, onde o medo não me deixa prosseguir, onde a saudade me faz ficar, onde o orgulho me faz dizer não e o amor esse só me machuca.
                Convivi com outras pessoas, aprendi coisas, conheci verdades antes entendidas como besteiras, de fato eu fui à luta para viver, mas descobri que sou preso, preso e acorrentando a um sentimento que jurava ter superado, mais não posso mentir pra mim mesmo, criei universos paralelos a minha realidade que mi fizeram muito bem, mesmo que por pouco tempo, e por serem curtos foram muitos, neles encontravam o corinho, a atenção, o reconhecimento, os sonhos, foram neles que me senti feliz.
                Voltei a um passado, que nunca saiu de mim, o calor e a emoção são as mesmas, o sentimento esse esta maior do que nunca, mais a coragem de seguir em frente e o medo de não dar certo esses são maiores, e com eles eu fujo sempre, na hora do sim eu digo não, dessa vez em alto e bom som, pois decidi fazer as coisas que tinha certeza, aquilo que não fosse não seria feito.
                 Mais uma vez se perguntam, “do que ele esta falando?”.  Falo de um amor mal resolvido, que mesmo depois de tudo ainda me faz sonhar, ainda me faz escrever, e perder noites em claro, mais oque eu entendi foi que as pessoas se tornam tão especiais pra você, ao ponto de você transforma esse “especial” em “amor”, a confusão do sentimento e que ti faz sofrer, por que ao procurar esse sentimento, aquele que ti faz continuar, aquele que ti faz esquecer de tudo e viver, você não acha, por que  ele não existe mais,  por que  oque era Amor  se tornou especial  um  especial  tão  grande  que nos confundi, que nos tira  o sono  que nos faz ligar, que nos faz procurar e procurar,  e mesmo quando não achamos, balançamos a cabeça no sentido de negação e procuramos mais uma vez.
                 Mais agora tudo faz sentido, e temos que colocar as coisas nos seus devidos lugares, oque e era amor continua a ser sempre, só que de uma forma especial, a vida vai continuar, as dores uma hora vão passar, as confusões vão se esclarecer e assim acho eu que as correntes vão cair.
                Para terminar de falar hoje nesse texto tão diferente, ti algumas perguntas, você conseguiu viver minha vida? Acordou junto de algum universo paralelo seu? Sua vida e vivida?
              Torne sua vida a mais vivida de todas, vá firme em direção das suas metas. Porque o pensamento cria, o desejo atrai e a fé realiza.

Foto: Adalberto Meira - Chácara do Governador, Goiânia - Goias
                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário